Campo

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária (Seagro), realiza nesta segunda- feira, dia 25, a partir das 14h, no auditório da Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab), em Palmas, localizado na 601 sul, Avenida Teotônio Segurado, conjunto 01, lote 02, um encontro com os produtores do Assentamento Padre Josimo, localizado no município de Cristalândia. O objetivo do evento é esclarecer aos produtores sobre o consórcio da seringueira com outras culturas.

De acordo com o diretor de Agroenergia e Florestas Plantadas da Seagro, Sales Lopes do Couto, a intenção é prestar consultoria para os assentados produtores de seringa, explicando como produzir outras culturas em consócio com a floresta.  “Os seringais são ideais para consórcio. Entre as árvores pode-se cultivar café, milho, arroz, feijão, soja, algodão, entre outros”, esclarece Couto, completando que a produção será adquirida pela Conab e doada aos municípios próximos ao Assentamento Padre Josino: Cristalândia, Nova Rosalândia e Oliveira de Fátima, localizados a 165km, 133 km e 127 km de Palmas respectivamente.

Técnicos da Diretoria de Sustentabilidade do Agronegócio (Disa) da Seagro também participarão do encontro para esclarecer os produtores sobre associativismo e cooperativismo. ”É importante que os assentados se organizem em grupo, para que melhorias sejam conquistadas”, explica a responsável pela diretoria, Angelina Stefanello.

Cultura

Entre as vantagens da seringueira estão a alta rentabilidade por um período de 40 anos, o que pode garantir a renda do produtor até a terceira idade. O látex tem mercado garantido, onde produtores fazem a extração e as empresas vão até o local buscar o material. Cada hectare plantado com as árvores podem render por mês R$ 1.500, ao heveicultor. 

Dados

Em 2011 a área plantada de seringueira era de 1.840 hectares no Estado, enquanto em 2013, estudos preliminares indicam uma área de 6.825 ha, um aumento de 270%.