Saúde

Foto: Maria de Loudes

A segunda dose da vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), que tem como público-alvo garotas que receberam a primeira dose em março deste ano, começará a ser aplicada a partir desta segunda-feira, 1º, nos 139 municípios tocantinenses. A meta é vacinar 41.248 adolescentes de 11 a 13 anos de idade. A vacina protege contra os quatro tipos de vírus mais comuns que causam o câncer de colo do útero.

A técnica da Coordenação de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Maria de Lourdes Miranda Borges, conta que 36.672 meninas foram vacinadas na primeira etapa. “Nós alcançamos uma cobertura de vacinação de 88,91%, ultrapassando a cobertura mínima estipulada pelo Ministério da Saúde, que era de 80%. Porém, o ideal é que nenhuma menina nessa faixa etária perca essa oportunidade. Queremos vacinar 100% desse público-alvo”, destacou.

Para a segunda etapa, o Estado recebeu 46.060 doses de vacinas que serão aplicadas por profissionais das unidades de saúde municipais, ficando a critério dos municípios estabelecerem estratégias para chegar ao público-alvo. Ressalta-se que a vacina é de rotina, portanto, adolescentes do sexo feminino que tenham entre 11 e 13 anos devem procurar a Unidade de Saúde para tomar a primeira dose.

A vacina oferece proteção contra quatro subtipos do vírus causador do HPV (6, 11, 16 e 18). Desses, os 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo o mundo. Já os tipos 6 e 11 são encontrados na maioria em verrugas genitais, além de atuar como protagonista em casos de câncer de pênis. “Com a vacinação, estamos alcançando dois públicos-alvo: os de adolescentes do sexo feminino e masculino”, ressaltou.

Contágio

O HPV pode ser passado de uma pessoa para outra durante relações sexuais sem proteção, na gestação ou no momento do parto. Por isso, para se prevenir da doença é necessário vacinar contra o vírus as adolescentes e seguir fazendo o exame preventivo Papanicolau na vida adulta (idade entre 25 e 64 anos), e sempre usar preservativo quando iniciada a vida sexual. (ATN)