Meio Ambiente

Foto: Jeeferson Ferrari

Desde outubro do ano passado a Prefeitura de Gurupi, por meio da Diretoria de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Produção e Cooperativismo vem prestando apoio à Associação e à Cooperativa de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis da cidade.

De acordo com Sônia Raymunda Lavagnoli, assessora da Diretoria Municipal de Meio Ambiente, a partir de então, estabeleceu-se o controle de pesagens de catação, separação, prensagem e venda de materiais recicláveis para o funcionamento dessas entidades representativas dos catadores.

A assessora explica que o controle sempre fica à disposição dos catadores, separadores e prenseiros, sendo que o livro-caixa é disponibilizado a quem quiser consulta-lo.

O controle no livro-caixa está sendo feito diariamente e a logística na venda dos materiais recicláveis, bem como, pesquisa de compradores, efetivação da negociação, negociação de frete, emissão de nota fiscal, dentre outros, são rotinas semanais desenvolvidas pela Diretoria Municipal de Meio Ambiente.

Outra novidade, segundo Sônia Raymunda, é que houve também uma adequação nos valores pagos por peso, aumentando a renda individual e familiar em todas as atividades, ou seja, alterado o valor adiantado de R$ 0,58 para R$ 0,75 por quilo de material catado, além de mais R$ 0,15 por quilo de material separado e R$ 0,10 por quilo de material prensado.

No relatório  de prestação de contas que está sendo divulgado pela Diretoria Municipal de Meio Ambiente está registrado que foi viabilizado um capital de R$ 30 mil, através de empréstimo bancário para a compra de uma prensa, também para ser usado como capital  de giro, bem como, para compras de materiais de consumo, especialmente, fitilho, manutenção e consertos equipamentos, dentre outros. (Secom Gurupi)