Saúde

Foto: Divulgação

O Hospital Geral de Palmas (HGP) participa da coleta de dados do Inquérito de Vigilância de Violência e Acidentes (Viva 2014) idealizado pelo Ministério da Saúde. O inquérito é feito por meio de entrevistas com usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).  A pesquisa é realizada a cada três anos, desde 2006, inclusive em hospitais de urgência e emergência, para analisar a tendência das violências e acidentes, além de evidenciar de forma descritiva o perfil das ocorrências registradas no SUS.

A pesquisa é aplicada por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas, os quais fazem a entrevista às vítimas ou acompanhantes, preenchendo os questionários a cerca dos eventos relacionados ao acidente ou violência. Os levantamentos destes dados ocorrem simultaneamente em todas as capitais do território nacional, com a finalização prevista para o dia 30 de setembro.

Segundo a responsável da Área Técnica de Vigilância de Acidentes de Trânsito e Transporte da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas, a psicóloga Diana Aleixo de Gusmão, os dados coletados darão base ao Ministério da Saúde para que venha construir políticas públicas voltadas para a demanda real da capital e outros municípios de maiores porte, além de desenvolver ações preventivas e melhorias de promoção à qualidade de vida da população.

“Estaremos preenchendo duas mil fichas até 30 de setembro, e essas informações serão enviados ao banco nacional de dados do Ministério da Saúde, assim como as demais capitais do país farão, daí então passa a se ter um retrato da violência e acidentes do Brasil”, finaliza.

A Sesau e o HGP são parceiros da iniciativa para o levantamento dessas informações que tem como objetivo contribuir para o atendimento às vítimas de forma humanizada e o incentivo à cultura de paz, seja no trânsito ou qualquer outro aspecto que gere violência.