Esporte

Foto: Marcus Mesquita

Nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), disputados em Londrina (PR), neste último sábado, 6, Jonas Irwyng Ribeiro, aluno-atleta do Tocantins, foi um dos que conquistaram medalha. Ele ficou com o bronze na modalidade peso-leve .

Após estrear bem, com uma vitória sobre o judoca do Amapá, Jonas foi superado pelo aluno-atleta do Rio Grande do Norte, dando fim, temporariamente, ao sonho de conquistar mais uma medalha nos Jogos, visto que ele foi prata na edição do ano passado. “A primeira luta foi ótima; na segunda, eu entrei desligado, sem foco, e fui derrotado. Na hora, eu não acreditava que voltaria para a competição e fiquei muito triste”, contou o tocantinense.

Com a derrota, restou a Jonas torcer pelo rival que o superou, já que uma nova vitória do adversário o traria de volta à briga por uma medalha, a partir da repescagem, o que veio a aconteceu! “Quando eu vi que o lutador que me venceu ganhou de novo, o Sensei Celso conversou muito comigo e eu liguei para os meus pais, que me deram nova força para conseguir ter foco de novo e lutar pelo bronze”, explicou o aluno-atleta.

Repescagem

O caminho para a medalha não seria simples. A primeira luta da repescagem foi contra o representante do Paraná, vencido pelo tocantinense. Em seguida, foi a vez de um judoca mato-grossense ser superado por Jonas, que, com a vitória, garantiu a chance de disputar o bronze contra o aluno-atleta do Distrito Federal.

Neste combate, Jonas conseguiu abrir o marcador com um yuko (pontuação mínima no Judô), mas que foi posteriormente retirado pelos juízes. Mesmo com o revés, o tocantinense manteve a concentração e superou o rival, que havia um shidô (penalização), garantindo, assim, a medalha para o Tocantins, o que ele pretende fazer nas próximas edições dos JEJ. “Este é o meu último ano na categoria 12 a 14 anos. Foram duas edições disputadas e duas medalhas, uma prata e um bronze. Agora, eu preciso treinar mais forte para melhorar a minha mente, porque tem hora que eu não entro rápido na luta e perco a concentração no combate. Mas eu quero conquistar mais medalhas nos Jogos Escolares”, afirmou o judoca tocantinense.

Medalhista olímpico

Presente no local dos confrontos do Judô, o embaixador da modalidade nos JEJ e medalhista de prata nas Olimpíadas de Sydney em 2000, Carlos Honorato, fez questão de reconhecer o bom nível do Judô do Tocantins. “Eu já tive o privilégio de conhecer o Tocantins, de assistir um campeonato por lá e um treino também. Todos estão de parabéns por lá, o nível dos atletas tem crescido muito e a consistência deles nas competições são prova disto. Basta eles continuarem acreditando e se dedicando aos treinos que eles vão poder ter ainda mais sucesso no esporte”, ressaltou.

Sensei Honorato também elogiou a competição. “Os Jogos são uma iniciativa muito boa. Daqui, sem dúvida, vão sair os futuros campeões pelo Brasil nas competições mais importantes do mundo. A Sarah Menezes e a Mayra Aguiar são duas judocas que passaram pelos Jogos Escolares e que já conquistaram de tudo um pouco no Judô mundial. Mas não é só na nossa modalidade que há campeões sendo formados; em todas as competições os alunos se aprimoram mentalmente, tecnicamente e saem daqui mais preparados para competir em alto-nível em qualquer lugar; eles dão show no que fazem”, concluiu o medalhista olímpico. (Ascom Seduc)

Por: Redação

Tags: Esporte, Jonas Irwyng Ribeiro, Judô