Polí­tica

Foto: Divulgação

Nas Eleições Gerais de 2014, os eleitores brasileiros elegerão seus representantes para os cargos majoritários de presidente da República, governador de estado e senador e para os cargos proporcionais de deputado federal, estadual e distrital (para os que votam no Distrito Federal). Segundo dados desta segunda-feira (8) extraídos das estatísticas de candidatura do Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 22.958 candidatos aptos a concorrer no pleito de 5 de outubro, 868 (3,78%) se registraram para um dos cargos do sistema majoritário. 

Para o cargo de presidente, estão aptos a concorrer 11 candidatos (são também 11 para vice-presidente). Já para governador, são 168 concorrentes, mesmo número para o cargo de vice-governador. O cargo de senador da República, por sua vez, registra 171 candidatos, além de 170 concorrentes a 1ª suplente de senador e 169 a 2º suplente. 

A faixa etária predominante dos que concorrem à Presidência é a de 55 a 59 anos (36,36%), com quatro candidatos. Para o cargo de governador de estado, predominam os candidatos com idades de 50 a 54 anos (23,81%), tendo registrados 40 concorrentes nesta faixa. No caso dos candidatos ao Senado, a maioria dos que disputam as vagas tem de 45 a 49 anos, com 34 candidatos. 

Os homens são a maioria dos candidatos aos cargos majoritários: 705 (81,22%). De outro lado, as mulheres representam 18,78% destes cargos, estando aptas a concorrer 163 candidatas. O cargo com mais representantes do sexo feminino na disputa é o de vice-governador, com 43 mulheres.

Dos 868 candidatos aos cargos majoritários, 543 se autodeclararam brancos, cor predominante entre os concorrentes. Em segundo lugar vem a cor parda, com 226 candidatos. Noventa e dois concorrentes se autodeclararam pretos. A raça indígena registra apenas quatro candidatos a estes cargos e, a cor amarela, apenas três.

No que se refere ao grau de instrução, a maioria dos concorrentes às vagas do sistema majoritário afirmou ter nível superior completo: 613 candidatos (70,62%). O nível superior incompleto foi o segundo mais informado, registrando 151 concorrentes com este grau de instrução. Somente oito candidatos aos cargos majoritários afirmaram apenas ler e escrever. 

Os dados foram extraídos das estatísticas de candidaturas disponíveis na página do TSE e alimentadas com dados do sistema DivulgaCand 2014. Essas informações estão sujeitas à atualização, sendo que eventuais números podem apresentar alterações em futuras consultas.

Sistema eleitoral majoritário 

De acordo com o Glossário Eleitoral, o sistema eleitoral majoritário “é aquele no qual se considera eleito o candidato que receber, na respectiva circunscrição – país, estado, município –, a maioria absoluta ou relativa, conforme o caso, dos votos válidos (descontados os nulos e os em branco)”. 

No Brasil, a maioria absoluta dos votos é exigida para a eleição do presidente da República, dos governadores dos estados e do Distrito Federal e dos prefeitos dos municípios com mais de 200 mil eleitores. Caso nenhum candidato alcance a maioria absoluta dos votos no primeiro turno, realiza-se um segundo turno entre os dois mais votados no primeiro.

Para a eleição dos senadores da República e dos prefeitos dos municípios com menos de 200 mil eleitores exige-se apenas a maioria relativa dos votos, não havendo possibilidade de segundo turno. (Ascom TSE)