Campo

Foto: Juliano Ribeiro

O Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias (GCEA/TO) comandado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) se reuniu na manhã desta quinta-feira, 11, no auditório da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro). O objetivo foi apresentar a consolidação dos dados da 1ª safra de grãos do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola- LSPA, uma pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas do ano civil, que foi realizado neste mês de setembro.

As informações são obtidas por meio das Comissões Municipais ou Regionais existentes no Estado, compostas por técnicos do IBGE e de representantes de órgãos ligados ao Desenvolvimento Rural nos municípios. Segundo o supervisor de Pesquisas Agropecuárias do IBGE/TO, João Francisco S. Santos, no Tocantins são dez agências regionais que contemplam todos os municípios e que colaboram na obtenção dos dados de produção agrícola. “O objetivo do LSPA é obter informações mensais sobre a previsão e acompanhamento de safras agrícolas, com estimativas de produção dos principais produtos, rendimentos e áreas plantadas no Estado”, disse, acrescentando que o levantamento consolidado influencia diretamente no Produto Interno Bruto – PIB dos municípios e do estado e é utilizado por diversos órgãos públicos nacionais e internacionais e também por instituições financeiras.

As informações agrícolas consolidadas do Tocantins são encaminhadas para a análise da Comissão Especial de Planejamento, Controle e Avaliação das Estatísticas Agropecuárias (Cepagro), constituída por representantes do IBGE e do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) para serem divulgadas posteriormente.

Dado

De acordo com os dados coletados neste mês de setembro, a soja representa 68,3% da produção agrícola. Em seguida está a produção de arroz com 11,6%, e o milho em grão representa 6,8% dos principais produtos. “Nos dados de produção de soja ainda precisam ser complementados com as informações das áreas irrigadas que ainda vão ser colhidas, assim o número deve ter um acréscimo considerável”, explica João Francisco.

Durante a reunião também foi lida e aprovada a Ata do último encontro do Grupo, apresentadas as novas culturas que foram inseridas no Levantamento e falado da importância de parceria das autarquias estaduais, Instituto de desenvolvimento Rural do Tocantins – Ruraltins, Agência de Defesa Agropecuária – Adapec e também das Secretarias municipais de desenvolvimento rural, dentro das Comissões Municiais de Estatística Agropecuária.

De acordo com a diretora de Sustentabilidade do Agronegócio da Seagro, Angelina Stefanello, conhecer o Levantamento realizado pelo IBGE é importante para alinhar o bando de dados utilizado para o monitoramento e implementação de ações realizadas por meio da Seagro. “Devemos fazer uma interface dos dados isso nos subsidia sobre as novas áreas de plantio e novas culturas que estão sendo inseridas no Estado”.

Membro

Participaram da reunião representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário/ DFSA, Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro), Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência Tecnologia e Inovação (Sedecti), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (Faet), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Secretaria Federal da Agricutura/Mapa, Secretaria estadual de Planejamento (Seplan), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Agência de Deesa Agropecuária (Adapec). ( Ascom/Seagro)