Polí­tica

Foto: Divulgação

Uma carreata que percorreu todo o entorno de Dianópolis e a multidão que, apesar da exposição agropecuária na cidade, compareceu ao comício, marcaram a passagem na quinta-feira, 11, da senadora e candidata à reeleição Kátia Abreu (PMDB) e do candidato a governador Marcelo Miranda (PMDB) na maratona que empreenderam pela região Sudeste do Estado. Durante a carreata, os candidatos comemoraram a decisão do TSE que aprovou definitivamente a candidatura de Marcelo Miranda.

A senadora Kátia Abreu disse que  não é à toa que o Tocantins está localizado no coração do Brasil: “é para distribuir energia ao País, para fazê-lo pulsar”, disse a Senadora, acrescentando que o Estado será o mais importante da logística brasileira, com a Ferrovia Norte-Sul, a duplicação da BR-153 e da hidrovia Tocantins que terá 1.500 km  - obras já iniciadas e decorrentes de suas articulações junto à presidente Dilma Rousseff – que se integrarão à ferrovia e a rodovia BR.242 integrando Taguatinga, Paranã, Peixe e Ilha do Bananal até o Mato Grosso e transformando a região Sudeste do Estado num grande centro de exportação. “Além de vender nosso calcário e nossa soja, tudo o que o Brasil produz passará por aqui. Vamos ter uma esmagadora de soja e vamos integrar Conceição do Tocantins, Taipas e Dianópolis e exportar nossos produtos para todo o Brasil,  para a América Latina e para o mundo” disse a Senadora.

Insistindo em que o conhecimento é a chave para a mudança de vida, Kátia Abreu citou os 235 agricultores de Dianópolis que foram diplomados pelo Pronatec e os 2.500 pequenos produtores rurais da região Sudeste que estão recebendo qualificação e assistência técnica promovida pelo Senar (Serviço nacional de Aprendizagem Rural, órgão que preside no estado) em parceria com o Sebrae, salientando que esta seria uma atribuição do Ruraltins, órgão criado pelo governo estadual mas que não atua como deveria “por falta de estrutura, de vontade,  de política pública para os pequenos produtores e por incapacidade mesmo”.  Kátia afirmou que fará gestões junto ao próximo governo para que a Adapec (Agência Estadual para o Desenvolvimento da Agropecuária) seja instalada em todos os municípios e seja “a casa do produtor rural”. Kátia Abreu lembrou ainda que no Tocantins existem 14.500 propriedades rurais sem energia elétrica e que o Programa Luz Para Todos, do governo federal, será retomado em 2015.

A Senadora foi aplaudida pelo povo de Dianópolis no momento em que anunciou a liberação  pelo governo federal, através de emendas parlamentares de sua autoria de R$ 1 milhão para a construção de um estádio de futebol na cidade e de R$ 1,5 milhão para reforma e custeio do campus do Instituto Federal no município e disse que o Tocantins está “no fundo do poço” mas “tem jeito. “Roubaram e desviaram (dinheiro público) mas nós vamos unir nossos esforços e consertar o que está errado”, afirmou  Kátia Abreu, acrescentando que é preciso eleger os deputados estaduais e federais da coligação para que ajudem o governador a trazer recursos para o estado. “O cobertor é um só, e precisamos de gente forte, lutadora, que não tenha medo da batalha; precisamos de mãos fortes para agarrar o nosso lado da coberta e puxar para nosso estado”, instigou.