Saúde

Foto: Divulgação

O Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) referência para atendimento de pessoa em situação de violência sexual, passou a contar com atendimentos especializados 24h por dia. A nova Portaria da Sesau nº 817 de 14 de julho de 2014, regulamentou o atendimento de todas as pessoas em situação de violência de ambos os sexos no Hospital.

O Serviço de Atenção Especializada às Pessoas em Situação de Violência Sexual  - Savis  disponibilizará uma equipe multiprofissional de médicos, psicólogos, enfermeiros, assistente de serviço de saúde, assistentes sociais e farmacêuticos para realizar o acolhimento destas pessoas.

Para a coordenadora do SAVIS, Zelma Moreira da Penha, com esta portaria a unidade se tornou referência no atendimento de todas as pessoas que sofrem de violência sexual. “A Unidade atenderá a pessoa independente da idade, do sexo, da opção sexual e de quando aconteceu à violência sexual, se foi há uma hora ou há 20 anos, se houve o ato e ainda sofre. O importante é a vítima procurar ajuda”, salientou a coordenadora.

Zelma ressalta ainda a importância da pessoa que sofreu violência procurar o hospital o quanto antes, para receber a medicação e assim evitará a contaminação por algumas doenças sexualmente transmissíveis - DST’s e HIV, no período máximo de 72 horas (três dias). “A vítima não deve tomar banho antes de procurar o atendimento para não apagar os vestígios”, disse a coordenadora.

Dados

Em 2013, foram atendidas pelo SAVIS 150 pessoas sendo 19 (0 a 09 anos); 92 (10 a 19 anos);  39 (20 anos ou mais) e destes cinco pessoas eram do sexo masculino. (Ascom Sesau)