Polí­cia

Foto: Ascom SSP

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais – DEIC capturou, na noite desta terça-feira, 16, Cleiton da S. A., 28 anos de idade. Ele é acusado de integrar uma quadrilha especializada em assalto a bancos e explosão de caixas eletrônicos, que agia no Estado do Tocantins, e foi preso em virtude de cumprimento de mandado de prisão temporária quando se encontrava no município de Vila Rica- MT.

De acordo com a Delegada Liliane Albuquerque Amorim, responsável pela ação, os investigadores da DEIC já estavam monitorando o bando criminoso desde o mês de junho deste ano, quando os elementos praticaram o roubo, conhecido como “sapatinho” a agência bancária de Formoso do Araguaia. No dia 13 de Agosto, a quadrilha tentou efetuar a mesma ação criminosa contra o banco do Brasil de Miracema, mas desta vez, os Policiais da Deic frustraram a ação criminosa e prenderam quatro assaltantes.

O autuado já tem passagens pela polícia pela prática dos crimes de roubo e receptação e, segundo apontaram as investigações da Delegacia Especializada, era o responsável por fornecer o suporte necessário para que a quadrilha efetuasse os roubos as agências bancárias. No momento em que foi abordado, pelos policiais civis, Cleiton estava em via pública e, em seu poder, foram encontrados dez cordões detonantes do mesmo tipo daqueles utilizados em explosões a caixas eletrônicos.

Ainda, segundo a Delegada, o homem residia em Formoso do Araguaía, no entanto trabalhava em uma pedreira, na cidade mato-grossense, o que facilitava com que o mesmo conseguisse facilmente os materiais que eram utilizados pela quadrilha na explosão de caixas e roubos de bancos. Inclusive, quando foi capturado, o indivíduo já estava negociando, com outro comparsa, os fios explosivos que estavam em seu poder.

Cleiton foi trazido para a sede da DEIC em Palmas, na noite desta quarta-feira, 17, onde foi autuado pelos crimes de extorsão mediante seqüestro e formação de associação criminosa. Após os procedimentos legais, ele foi recolhido na carceragem da Casa de Prisão Provisória da Capital onde permanece a disposição do Poder Judiciário. (Ascom SSP)