Economia

Foto: Imagem ilustrativa/da web

Por meio da pesquisa que mede a intenção de consumo das famílias de Palmas (ICF), foi constatado que no mês de setembro o índice geral deste levantamento manteve parcialmente sua pontuação quando comparado ao mês anterior, 115,1 pontos. Em agosto, o índice geral ficou em 115,7, elencando uma queda de apenas 0,6 pontos. Em contrapartida, os entrevistados estão se sentindo mais seguros com relação ao seu emprego atual (75,8%). O aumento, com relação a Agosto, foi de 1,1 pontos.

Apesar disso, 40,8% acreditam que não terão melhora profissional nos próximos seis meses. “Possivelmente essa falta de perspectiva profissional se deve ao período. Cerca de metade dos empregos formais de Palmas são oferecidos pela administração pública, que em período eleitoral não pode sofrer alterações em folha. Mas a diferença entre os que dizem que não terão melhoria e os que acreditam nessa melhora é pequena”, explicou o presidente da Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni. Dos entrevistados, 36,7% acham que terão sim melhoria profissional nos próximos meses.

71,6% responderam que sua renda familiar está melhor que no mesmo período do ano passado e 61% acham que o acesso ao crédito está mais difícil. Mesmo o governo federal tendo anunciado um pacote em Agosto com intuito de ampliar crédito para os brasileiros, os consumidores afirmam sentir essa dificuldade no acesso ao crédito, prova disso é um leve aumento no indicador neste, alcançando mais da metade do percentual de entrevistados.

Com relação ao consumo, das famílias que responderam ao questionário, 39,8% estão comprando menos. Já 26,6% disseram que estão comprando mais. Mas 37,8% creem que o consumo tende nos próximos meses a ser maior que no segundo semestre de 2013, mantendo também o mesmo percentual de Agosto. 50,6% consideram setembro um bom momento para a aquisição de bens duráveis. (Ascom Fecomércio)

Por: Redação

Tags: Fecomércio, Itelvino Pisoni