Polí­tica

Foto: Divulgação

Em reuniões nas cidades de Aparecida do Rio Negro e Novo Acordo, o candidato ao Senado da Coligação Reage Tocantins, Sargento Aragão (Pros), disse que em Brasília vai defender o fortalecimento dos municípios num novo pacto federativo. Aragão destacou ser preciso descentralizar as verbas da União e criticou a falta de um pacto federativo que beneficie as comunidades e não o poder central. O candidato frisou que tem candidata que fala de Turismo, mas que nunca cobrou ou fiscalizou as verbas que vieram ao Estado e não foram investidas.

Em Novo Acordo, Aragão disse que os municípios estão sofrendo com a falta de recursos e isso afeta a população mais carente não só do Tocantins, mas de todo o Brasil. “Precisamos dar mais atenção às prefeituras pois são elas que fazem o trabalho na base e a base da União são os Estados que são formados por municípios. É evidente que o nosso pacto federativo precisa ser reforçado dando mais força e apoio às cidades tocantinenses e de todo o Brasil. Em Brasília vou fomentar essa discussão”, destacou Aragão.

No Senado Federal, Aragão destacou que vai trabalhar e cobrar as obras da União e do Governo do Estado. “Vou fiscalizar e cobrar que as obras sejam concluídas. Não vou ficar calado vendo os desvios de dinheiro e obras paralisadas. Não serei um senador omisso e não vou ficar correndo atrás de Confederação em outros estados. Vou cuidar do Tocantins e dos tocantinenses”, disse Aragão lembrando as obras da rodovia que liga Novo Acordo a São Félix do Tocantins.

Aragão recebeu o apoio do líder jovem de Novo Acordo, Filho Magalhães, que destacou acompanhar a sua trajetória desde o movimento reivindicatório da Polícia Militar em 2001. “É uma homem de coragem e precisamos de alguém como ele para nos representar. Queremos um senador como o Aragão que luta pelo povo”, finalizou.