Campo

Foto: Divulgação

O início do período chuvoso se aproxima no Tocantins e o produtor rural se prepara para uma série de cuidados que devem ser tomados durante o período das águas. A Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária do Estado (Seagro) alerta os produtores sobre a proliferação de doenças nos rebanhos, em razão da alta umidade.

Dentre as principais providências destaca-se a atenção especial que o pecuarista deve dar aos bezerros recém-nascidos e o manejo frequente para higienização dos currais que neste período, acumulam grande quantidade de lama. O supervisor da Coordenadoria de Fomento e Produção Animal da Seagro, Alan Oliveira, explica que com os cuidados redobrados no período chuvoso, o produtor pode manter ou até mesmo aumentar os lucros com a produção. “É no período das chuvas que ocorrem as maiores enfermidades, levando em consideração que altas temperaturas aliadas às umidades elevadas acarretam o desenvolvimento exponencial de microrganismos e de insetos que prejudicam o desenvolvimento produtivo dos animais”, ressalta Oliveira.

Os animais também devem ser vermifugados, no início e no final das chuvas. O supervisor destaca que alguns vermes podem ocasionar queda na produção de carne e leite, além de levar o animal ao óbito dentro de poucos dias, como ocorre com o registro de helmintos em ovinos. O tratamento para esse tipo de parasita é feito com vermífugos, associada a rotação de pastagens, além da limpeza nos currais.

Para os criadores de aves, o período chuvoso também traz pontos positivos, já que os impactos são mínimos, pelo fato das granjas serem cobertas e o clima mais ameno, contribuindo para o bem estar e a alimentação das aves. Mesmo assim os criadores de aves também devem se preocupar com a vermifugação e com o manejo da granja no período.

Orientação

A Seagro ainda orienta os criadores de animais que o ideal é que um profissional da área acompanhe a produção, sobretudo para o controle da mosca do chifre e no combate aos vermes, uma vez que os insetos e os microrganismos podem sofrer mutações em seus genes, tornando-se resistentes aos tratamentos.

Dicas para o período chuvoso

Aumentar a frequência da higienização dos currais e baias; Vermifugar no período correto; Armazenar alimentos para a seca; Fazer rotação de pastagens; Observar o comportamento do animal (perda da produção, falta de apetite, magreza repentina, estresse contínuo, etc); Aplicação de inseticidas nos animais quando ocorre a infestação da mosca dos chifres. (Ascom/Seagro)