Polí­tica

Foto: Divulgação

O partido dos Trabalhadores, PT, um dos maiores aliados do governador eleito Marcelo Miranda (PMDB), vai reunir a executiva nesta quarta-feira, 28, para decidir os três nomes que deve indicar para a comissão de transição do novo governo. “Tivemos uma conversa com o governador e o PT reafirmou a disponibilidade em contribuir”, disse.

Segundo o presidente do partido, Julio Cesar Brasil informou ao Conexão Tocantins ainda está sendo discutido o formato que a comissão terá. “ Ao nosso ver quem tem que propor o formado é o governador eleito e não o atual”, frisou.

O PT disse que os nomes indicados pela legenda serão extremamente técnicos. “ vamos indicar alguém ligado à universidade e pessoas com experiência em transição”, disse sem adiantar nenhum nome pois segundo ele ainda não foram escolhidas as pessoas.

O governador Marcelo Miranda já adiantou ao Conexão Tocantins que o ex-secretário de Segurança Pública, Herbert Brito será o coordenador da comissão e que os outros nomes já estão em definição. Miranda porém deixou claro que não há definições ainda sobre composição do novo secretariado como alguns já começam a cogitar.

Presidência

O Partido, que elegeu três deputados estaduais, está de olho na presidência da Assembleia Legislativa. Segundo o presidente, o deputado estadual José Roberto Forzani  já manifestou interesse em disputar. “ O José Roberto já manifestou isso internamente”, disse. Outro nome que desponta como um possível candidato é o do deputado eleito e ex-prefeito de Porto Nacional, Paulo Mourão que aliás já está levantando várias questões pertinentes sobre o final do atual governo.

Além de José Roberto e Mourão o PT tem ainda como eleita a deputada Amália Santana.

A eleição será realizada ainda em fevereiro mas as articulações de bastidores já começaram.