Saúde

Foto: Imagem ilustrativa/da web

Em entrevista ao programa Falando Francamente, da Rádio Nacional da Amazônia, Esther Cabral, coordenadora do Colegiado de Saúde Mental da Região Norte e Gerente de Saúde Mental do Tocantins, falou sobre o Encontro de Saúde Mental que acontece no Estado do Tocantins.

Segundo Esther, o objetivo principal do encontro é discutir as peculiaridades da Amazônia, que dificultam que a Rede de Atenção Psicossocial se estabeleça na região. Ela explicou sobre o atendimento, desde a atenção básica até os atendimentos das comunidades indígenas e quilombolas. 

“O objetivo do encontro é fazer uma avaliação do que nós já conseguimos alcançar na construção da Rede de Atenção Psicossocial na região Norte e verificar quais os principais desafios que ainda temos. Tudo isso é para projetar ações que possam complementar e fortalecer a rede no futuro”, ressaltou ela. 

Com o tema “Do coração da floresta para o coração do Brasil – Fortalecendo a Rede de Saúde Mental da Região Norte”, o encontro divide-se em diversos eixos. A coordenadora do Colegiado de Saúde Mental da Região Norte e Gerente de Saúde Mental do Tocantins explicou que um desses eixos trata da questão da Rede de Atenção Psicossocial e o fator amazônico. Neste sentido, serão debatidas peculiaridades da Amazônia que dificultam o estabelecimento da rede na região, além da educação permanente dos profissionais da área. 

O evento conta com a parceria da Secretaria Estadual de Saúde, do Ministério da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde, além do apoio do Grupo (En) Cena, do Tocantins.

O programa Falando Francamente vai ao ar de segunda a sexta, às 15h (horário de Brasília), na Rádio Nacional da Amazônia, e às 13h (horário local), na Rádio Nacional do Alto Solimões. A apresentação é de Artemisa Azevedo. (EBC)