Estado

Foto: Divulgação

Um policial civil entrou em contato com o Conexão Tocantins nesta terça-feira, 11, para reclamar da ausência da única aeronave que o Estado, através da pasta de Segurança Pública dispõe para realização de operações especiais. A Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) confirmou que a aeronave está parada e de acordo com a SSP, o helicóptero está em revisão desde a primeira quinzena de julho.

O policial civil reclamou da ausência da aeronave no combate ao crime organizado do Estado. De acordo com o denunciante, o helicóptero teria sido de grande ajuda na captura dos 4 criminosos que assaltaram às agências do Banco da Amazônia e do Brasil em Araguaçu na tarde de ontem, 10 e que continuam sem paradeiro.

A Secretaria de Segurança informou que o Centro Integrado de Operações Aéreas - Ciopaer, que é vinculado a SSP, passou detalhes sobre a aeronave. De acordo com a Ciopaer, o helicóptero entrou em manutenção em Formosa-GO, através de empresa contratada a fim de realizar os procedimentos de revisão de 600 horas de 1º e 2º níveis.

Ainda segundo informações repassadas a SSP pela Ciopaer, o procedimento só pode ocorrer em oficinas devidamente homologadas, fora do Tocantins, uma vez que não existe no Estado uma empresa habilitada para efetuar esse tipo de intervenção. 

A SSP informou ainda que a previsão média para a realização desse serviço é de, no mínimo, vinte dias úteis caso não seja detectado outro tipo de anormalidade. Porém, de acordo com a SSP, no término da inspeção foi constatada uma anormalidade que fora informada ao Ciopaer/SSP, e por ser intervenção que de 3º nível, só pode ser efetuada pelo fabricante da aeronave. Sendo assim, a SSP iniciou o processo administrativo de contratação da empresa fabricante, segundo informações repassadas ao Conexão Tocantins. A pasta não informou o valor total que ficará a manutenção.

Ainda segundo a Secretaria de Segurança Pública, o processo tramitou em todos os órgãos competentes cumprindo todos os prazos estabelecidos em lei. De acordo com a SSP, a ação de contratação já foi concluída e em breve o conserto será realizado sendo que o helicóptero voltará a voar normalmente atendendo todas as demandas da sociedade tocantinense.