Esporte

Foto: Washington Alves/VIPCOMM Ricardo Goulart, meia do Cruzeiro Ricardo Goulart, meia do Cruzeiro

Com apoio da torcida, o Cruzeiro conquistou neste domingo (23) o Campeonato Brasileiro de forma antecipada. Ao vencer o Goiás por 2 a 1, os mineiros ganharam o título com duas rodadas de antecipação. É o terceiro título do clube na era dos “pontos corridos”, sendo campeão em 2003 e no ano passado. Em 2010, a CBF reconheceu o título do Cruzeiro de campeão da Taça Brasil de 1966 como campeonato nacional, sendo então o quarto título dos mineiros.

A chuva e o gramado encharcado não impediram o espetáculo no Mineirão. Com mais de 57 mil torcedores presentes, o Cruzeiro abriu o placar, aos 13 minutos de jogo. Depois de mandar a bola do meio do campo para Everton Ribeiro, Mayke corre para receber e cruzar pela direita na cabeça do artilheiro Ricardo Goulart, que mandou para dentro do gol.

O Goiás chegou ao empate, aos 22 minutos. Em jogada de bola parada, David lança bola na área, Samuel domina e chuta no canto esquerdo sem defesa para o goleiro Fábio.

Na etapa final, aos 17 minutos, após cruzamento de Willian, o baixinho Éverton Ribeiro marca de cabeça e garante a vitória cruzeirense.

O time celeste ainda enfrentará a Chapecoense no dia 30 em Santa Catarina e realizará sua partida final no dia 7 de dezembro no Mineirão contra o Fluminense.

Confira a trajetória do Cruzeiro no Brasileirão

Após 36 rodadas, o Cruzeiro se sagrou campeão com 23 vitórias, 7 empates e 6 derrotas, somando 76 pontos e 70,4% de aproveitamento. A raposa fez 64 gols – o melhor ataque do campeonato - e tomou 36, com saldo de 28 gols.

Os mineiros assumiram a liderança na sexta rodada, ao vencer o Sport por 2 a 0 no Mineirão. A partir dai, não foi mais alcançado por nenhum clube. Jogando no Mineirão, o Cruzeiro venceu 14 vezes, empatou dois jogos e perdeu outras duas partidas. Fora de casa o time venceu 9 vezes, empatou 5 vezes e só perdeu 4 jogos.

A maior goleada aplicada pela raposa foi contra o Figueirense, por 5 a 0 no Mineirão, pela 12ª rodada. Sua derrota mais elástica foi por 3 a 0 para o Flamengo na 28ª rodada.

O Cruzeiro repetiu o placar apenas três vezes no campeonato. Venceu o Bahia por 2 a 1 no Mineirão e na Fonte Nova. Perdeu duas partidas para o Corinthians por 1 a 0 e venceu e perdeu para o Flamengo por 3 a 0.

O goleiro Fábio participou de todas as 36 partidas do clube no campeonato. O lateral Egídio, o meia Everton Ribeiro, o volante Henrique e o atacante Marcelo Moreno jogaram outra 30 partidas. Os artilheiros do clube no campeonato são Ricardo Goulart com 15  gols e Ricardo Moreno com 14. Com o gol feito neste domingo, Goulart assume artilharia do campeonato ao lado do atacante Henrique, do Palmeiras.

Clássico Mineiro

O Brasileirão é o segundo título do Cruzeiro no ano. A raposa conquistou em abril o título mineiro sobre o rival Atlético após dois empates por 0 a 0. O time celeste foi campeão por ter feito a melhor campanha na primeira fase. No Campeonato Brasileiro, entretanto, o time de Marcelo Oliveira sofreu duas derrotas para o Galo. Na próxima quarta, as duas equipes mineiras fazem a final da Copa do Brasil, consagrando a supremacia do estado no futebol brasileiro em 2014.

Ficha do jogo Cruzeiro 2 x 1 Goiás
36ª rodada da Série A

Data: 23 de outubro de 2014, às 17h

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Transmissão: Rádio Inconfidência - integrante da Rede Pública de Rádio

Árbitro: Paulo H Godoy Bezerra (SC), auxiliado por Carlos Berkenbrock (SC) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)

Público: 57.129, sendo 56.769 pagantes

Renda: R$ 3.609.142,00

Cruzeiro: Fábio; Mayke (Eurico), Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva (Nilton), Henrique, Éverton Ribeiro e WillIian; Ricardo Goulart e Marcelo Moreno (Júlio Baptista). Técnico: Marcelo Oliveira.

Goiás: Renan; Tiago Real, Jackson, Pedro Henrique e Felipe Saturnino (Lima); Amaral, David (Welinton Junior), Thiago Mendes, Ramon (Esquerdinha), Samuel e Erik. Técnico: Ricardo Drubscky;

Gols: Ricardo Goulart, aos 13 minitos do primeiro tempo, e Éverton Ribeiro, aos 17 do segundo tempo, marcaram para o Cruzeiro. Samuel, aos 22 minutos do primeiro tempo marcou para o Goiás.

Cartão amarelo: Tiago Real (CRU), Herique (GOI) (EBC)