Saúde

Os anestesistas que atuam nos hospitais públicos do Estado continuam sem receber do Governo do Estado. Na semana passada a Secretaria da Saúde quitou a parcela do mês de julho. Ainda restam quatro meses de atraso (agosto, setembro, outubro e novembro). A informação é da Cooperativa de Anestesiologistas do Tocantins (Coopanest-TO) que reúne todos os profissionais que atuam no Estado.

Segundo o presidente da Coopanest-TO, Antenor de Muzio Gripp, o Governo do Estado não tem cumprido o contrato com a classe. “Diante dos atrasos e do não cumprimento dos prazos, não descartamos a possibilidade de parar as atividades nos hospitais públicos caso a Secretaria de Saúde não efetue os pagamentos”, disse Antenor.

Na semana passada, diante do anúncio de paralisação, a Secretaria de Saúde efetuou o pagamento do mês de julho. “Essa situação é crítica e insustentável. Todos os caminhos do diálogo já foram utilizados. Por isso, pensamos em parar”, concluiu o presidente da Coopanest-TO.

Por: Redação

Tags: Antenor de Muzio Gripp, Coopanest