Estado

Foto: Divulgação

Servidores da Adapec estão com as atividades técnicas ligadas a fiscalização e regulamentação do sistema de defesa agropecuária no Estado do Tocantins paralisadas desde o início da manhã de hoje (4). O motivo é o atraso do pagamento do Redad referente a acordo realizado juntamente com o governo do Estado, até o momento somente as barreiras fixas estão com funcionamento normalizado.

A paralização é uma realização conjunta da Associação dos Funcionários da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins AFA-TO, o Sindicato dos Inspetores de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins - Sindefesa/TO e o Sindicato dos Profissionais de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins – Sindagro/TO, pois de acordo com as entidades, o atraso do pagamento do Ressarcimento de Despesas de Atividades de Defesa Agropecuária – Redad, não vem de hoje, todos os meses há atrasos, haja vista que a data acordada com o governo para o pagamento é até o dia 25 de cada mês.

Segundo o presidente da AFA-TO, Wiston Gomes, várias ações já foram adotadas para solucionar definitivamente o impasse, mas os servidores ainda não tiveram o êxito desejado, “por diversas vezes buscamos solucionar o problema de forma administrativa, mas sem sucesso, por isso resolvemos paralisar os serviços até que se cumpra o pagamento” diz Gomes.

O ressarcimento foi instituído pelo governo do Estado em 29 de junho de 2009, através da Lei n.º 2.070. Destinado aos Fiscais e Inspetores de Defesa Agropecuária do estado. Estes servidores não recebem diárias e com os constantes atrasos no Ressarcimento, utilizam seus salários para custearem despesas do trabalho, comprometendo assim, o orçamento familiar. (Ascom )

Por: Redação

Tags: Adapec, Wiston Gomes