Meio Ambiente

Foto: Imagem ilustrativa/da web

O Estado do Tocantins (TO), o mais novo do território nacional, está utilizando geotecnologias para gestão de seus recursos públicos e ambientais. Por meio da tecnologia ArcGIS, da Esri, companhia com 70% do market share global de Sistemas de Inteligência Geográfica (GIS em inglês), que é distribuída no Brasil pela Imagem, empresa brasileira líder no segmento de GIS, já tem sido possível monitorar a regularização ambiental e distribuição histórica de pontos de queimadas por toda a região em relatórios nas formas de mapas e gráficos para fácil compreensão.

O projeto do Estado em parceria com a Imagem, já dura dois anos desde o início de sua implantação, e visa aprimorar a gestão das informações relacionadas ao meio ambiente no território tocantinense, focado atualmente nas áreas rurais cadastradas no sistema de informação público do Tocantins.

Segundo Alexandre Tadeu de Moraes Rodrigues, Secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Tocantins, a iniciativa foca na melhoria da fiscalização das áreas verdes do território, na transparência com os cidadãos e em melhores práticas de gerenciamento dos recursos estaduais. “Usamos plenamente a geotecnologia para facilitar nosso trabalho de monitoramento e fiscalização ambiental para atender as exigências estaduais e federais”, afirma ele.

A partir da plataforma, o Tocantins faz atualizações de dados diariamente. “No caso de queimadas, por exemplo, as informações produzidas pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) são atualizadas a cada quatro horas, com base nos dados em tempo real coletados em campo ou gerados pela Secretária do Meio Ambiente”, aponta Moraes. Outra facilidade adquirida é o monitorando da implantação do Car (Cadastro Ambiental Rural) no Estado, que consiste no levantamento de informações georreferenciadas das propriedades rurais, com delimitação das Áreas de Preservação Permanente (APP), Reserva Legal (RL), remanescentes de vegetação nativa, área rural consolidada, áreas de interesse social e de utilidade pública.

Embora este projeto seja novo, já vem trazendo resultados significativos para a Secretária do Meio Ambiente do Estado. “Não somos mais dependentes de informações provenientes dos órgãos federais e estaduais, que muitas vezes chegam com atraso. Basta o funcionário da Secretária ligar o computador que terá acesso a dados recentes devido à integração dos sistemas possibilitada pela plataforma de geoprocessamento de dados”, aponta.

A solução disponibilizada pela Imagem auxilia na troca de informações sobre propriedades rurais junto com áreas de preservação permanente, com muito mais dados sobre os recursos ambientais e públicos do Estado do que era feito antes. “Chegamos a um grau de detalhamento no qual os órgãos reguladores recebem análises dos recursos do Tocantins em tempo real e com muito mais facilidade de compreensão, pois possuem maior valor agregado”, revela o secretário do meio ambiente.

A iniciativa se estende para o controle de incêndios nas áreas verdes, que nas estações mais secas castigam a região. “Estamos elaborando um programa educacional junto à gestão dos pontos mais propensos a incêndios. Com a plataforma ArcGIS queremos montar mapas e gráficos para passar à população e com isso aumentar o engajamento civil na segurança e meio ambiente”, explica Alexandre Moraes.

Segurança Pública

A plataforma ArcGIS faz parte de um projeto estadual do Tocantins que se estende para outras áreas como a de Segurança Pública. Atualmente na capital Palmas, 25 viaturas policiais são monitoradas através da geotecnologia da Esri, com isso os órgãos de segurança podem saber onde os veículos estão operando, com que frequência e duração das paradas. A tecnologia está sendo usada também para gerar mapas da criminalidade na capital do Estado com as ocorrências registradas no número telefônico de emergência 190.

Sobre a Imagem

Entender onde e como cada fenômeno interage com os demais é fundamental para permitir que as pessoas, empresas e governos consigam dar respostas rápidas e tomar decisões corretas. A chave para esta compreensão do mundo é a Inteligência Geográfica. Esta é a filosofia da Imagem, empresa brasileira de Soluções de Inteligência Geográfica fundada em 1986 e distribuidora oficial da Esri no Brasil. Mais informações em www.img.com.br.

Por: Michelle Alessio (colaboração)

Tags: Alexandre Tadeu de Moraes Rodrigues