Palmas

Foto: Antonio Gonçalves

O acompanhamento dos dados meteorológicos da Capital e a prevenção a fatores de riscos contam com mais uma ferramenta de suporte aos técnicos da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil, com a implantação nesta desta terça-feira, 13, da Sala de Situação.

Parte integrante do Gabinete de Gestão Integrada e Monitoramento (GGIM), a Sala de Situação conta com técnicos e equipamentos que monitoram os dados climáticos de Palmas, possibilitando o mapeamento e acompanhamento real das situações de riscos e fornecendo dados para o planejamento de ações preventivas e de socorro. Os equipamentos são interligados diretamente ao Instituto de Pesquisa Espaciais (INPE).

O superintendente da Defesa Civil, Iranilto Sales, explica que em Palmas os fatores de risco são as fortes chuvas, que ocasionam alagamentos, e no período da seca, a ocorrência de queimadas, sendo que a Sala de Situação permitirá um acompanhamento mais detalhado desses fatores de risco, permitindo um melhor planejamento de ações. “O monitoramento nos dará suporte para a tomada de decisões”, frisou Sales.

Segurança Pública

Na Sala de Situação também serão acompanhados os dados da segurança pública da Cidade, com a implantação de um “Mapa do Crime”, onde serão reunidos dados das ocorrências de crimes  em todas as áreas da Capital, servindo como suporte para ações das equipes da Guarda Metropolitana, Polícias Militar e Civil  e do Corpo de Bombeiros.

Segundo o diretor do GGIM, Inspetor José de Ribamar Martins, os dados da Sala de Situação serão acompanhados por todas as equipes que compõem o Sistema Integrado de Operações (SIOP), promovendo uma maior integração entre as forças de segurança da Capital.

Para o secretário de Segurança e Defesa Civil, Francisco Viana, a implantação da Sala de Situação representa um avanço para Palmas. “Já temos um dispositivo para fazermos acompanhamentos dos dados com maior segurança, o que nos permite nos anteciparmos aos fatos e planejarmos nossas ações”, frisou. (Secom Palmas)