Estado

Foto: Divulgação

O secretário da Administração, Geferson Oliveira, se reuniu com o procurador Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo, na manhã desta quarta-feira, 21, onde foi discutida a realização de um Termo de Ajuste e Conduta para resolver o impasse do concurso da Defesa Social.

O Conexão Tocantins conversou com o procurador geral após o encontro e ele disse que a intenção é assinar o TAC já na próxima semana. “A intenção é fazer um TAC na semana que vem, estamos em fase de conversação”, revelou. O procurador disse ainda que o TAC vai prever novos prazos para a divulgação da nota da prova objetiva bem como da convocação para o teste de aptidão física.

O Conexão Tocantins já pediu a Secretaria Estadual de Administração (Secad) desde a terça-feira, 20, quais providências o governo está tomando para tentar sanar as pendências financeiras deixadas pelo governo anterior com a Funcab e aguarda resposta.

O governo já informou que tenta fazer remanejamento de alguns fundos para conseguir pagar os R$ 2,3 milhões atrasados referente às duas primeiras parcelas do certame. A negociação com a empresa, segundo o Conexão Tocantins apurou, segue de maneira amigável.

Candidatos que fizeram o certame chegaram a fazer um ato na semana passada pedindo que a Fundação divulgue os resultados. O Ministério Público Estadual chegou a solicitar informações do governo sobre o não pagamento a empresa. O dinheiro das inscrições não foi encontrado na conta da Secad e a atual gestão abriu investigação. O ex-secretário Lucio Mascarenhas procurado pelo Conexão Tocantins disse que não foi o responsável pelo dinheiro e sim a Secretaria da Fazenda.

Recomendação

A Defensoria Pública recomendou nesta terça-feira que a empresa divulgue o resultado da prova objetiva em até cinco dias. O órgão recebeu várias reclamações de candidatos que fizeram o certame.