Economia

Foto: Divulgação

A Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios – Redesim, já funciona nas cidades de Araguaína e Gurupi e tem mostrado um bom resultado, facilitando a vida dos empresários e empresas de contabilidade. Na prática, os órgãos responsáveis pelo registro e legalização das empresas atuarão de forma integrada, permitindo a realização de todo o processo por meio de entrada única de dados na internet.

A Junta Comercial do Tocantins – Jucetins sinalizou que quer acelerar o processo de implantação nas demais cidades do Estado e deste modo, os nove sindicatos patronais do comércio ligados à Fecomércio, acreditam que esta demanda irá beneficiar o comércio de bens, serviços e turismo. 

Segundo o vice-presidente da Fecomércio, Domingos Tavares, que acompanhou o processo de implantação em Gurupi, a Redesim só traz benefícios ao empresário. “Isso é muito bom para nós empresários, pois desburocratiza todo o processo, para se ter uma ideia, em Gurupi gastamos 7 dias para abrir uma empresa, sendo que em outras cidades esse mesmo processo costuma durar de 3 a 4 meses. Assim, com essa agilidade o empresário passa a ter receita pois já pode comercializar seus produtos.  O município também deve se adequar para facilitar esse processo de implantação”, explicou.

Em Araguaína, a Redesim também já foi implantada em sua totalidade. O vice-presidente da região Norte, Vicente de Paulo, expôs outro benefício. “Os empresários procuram comodidades para o seu dia a dia, dessa forma, a Redesim só vem a somar, porque poupa tempo e esforços. Além disso, a classe contadora também tem seus benefícios já que todo o processo é simplificado”, disse Vicente. 

Segundo a Jucetins, por meio da secretaria de comunicação, o próximo passo após essa primeira reunião que ocorreu dia 19 de janeiro, é reunir os prefeitos das demais cidades para mostrar a importância da Redesim. 

Sobre Redesim

A Redesim- Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios - foi criada pela Lei nº 11.598/07 para permitir que o cidadão abra ou regularize o seu negócio de forma simplificada e sem burocracia. Na prática, significa dizer que os órgãos responsáveis pelo registro e legalização de sua empresa atuarão de forma integrada, permitindo a realização de todo o processo por meio de entrada única de dados na internet. Dentre os objetivos estão: facilitar o processo de abertura, alteração e baixa de empresas no estado, redução da informalidade e dos custos sociais e econômicos ligados a ela, aumento de competitividade/produtividade, adequação da legislação municipal às leis federais que regulamentam a atividade empresarial, além de eliminação da burocracia no processo do registro e legalização de empresas. No Tocantins, a Redesim começou a ser implantada em maio de 2013. (Ascom Fecomércio)

Por: Redação

Tags: Domingos Tavares, Fecomércio, Jucetins, RedeSim