Ciência & Tecnologia

Foto: Imagem ilustrativa/ Da Web

27 projetos foram pré-selecionadas pelo Comitê Gestor do Programa de Apoio à Inovação Tecnológica em Micro e Pequenas Empresas (Tecnova), segundo o resultado preliminar divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL Tocantins).

Ao todo, 64 projetos foram inscritos no programa que disponibiliza mais de R$ 8 milhões para o desenvolvimento de projetos de inovação em processos e produtos de micro e pequenas empresas do Estado. Os projetos classificados contemplam as áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Energias Alternativas, Construção Civil, Alimentos, Agronegócio, Madeira e Móveis e Serviços.

Nesta 3ª e última etapa do processo de seleção do Programa, as instituições visitaram as empresas habilitadas atestando a veracidade das informações contidas nos projetos submetidos ao edital. Na ocasião, o proprietário da Natyre Comércio de Açaí Ltda, Wilson Grizon, enfatizou que o Tecnova veio ao encontro dos objetivos e necessidades de seu projeto.

“A inovação está no DNA do nosso grupo de empresas. Nós estamos há 6 anos e meio com esse projeto e colocamos no nosso radar projetos e outras alternativas que viessem a trazer recursos para inovação”, afirmou.

As empresas não habilitadas nesta fase tem 10 dias úteis para encaminhar recurso e protocolá-lo na sede do IEL. O resultado final do Tecnova Tocantins será divulgado no dia 10/02  e a lista completa dos pré – aprovados pode ser acessada no site do programa: http://tecnova.iel-to.com.br/.

Tecnova Tocantins

O Tecnova é um programa do Governo Federal, realizado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), cujo projeto para trazê-lo ao Tocantins foi apresentado pelo Governo do Estado, por meio da Sedecti e IEL Tocantins, entidade da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) responsável pela execução do projeto e conta com a parceria da Federação das Associação Comercial e Industrial do Tocantins (Faciet) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (FAPT). (Ascom Fieto)

Por: Redação

Tags: Fieto, Sedecti, Tecnova, Wilson Grizon