Palmas

Foto: Antonio Gonçalves

Informação, conscientização e pedidos por paz foram algumas das ações em destaque na blitz educativa na manhã desta sexta-feira, 30, alusiva ao Dia Mundial da Luta Contra a Hanseníase e o Dia Internacional da Não Violência promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), através da Diretoria de Vigilância em Saúde. A blitz educativa aconteceu na Avenida JK.

Durante a blitz foi distribuído folder educativo com objetivo de sensibilizar a população para os sintomas da hanseníase, informações sobre o tratamento, formas de transmissão da doença e alertar da importância de procurar o atendimento médico, visando o diagnóstico precoce.

O responsável técnico pela área de hanseníase, Pedro Paulo, ressaltou a importância de notificar e informar a população que a hanseníase tem cura. “É essencial saber que hanseníase tem cura e que após iniciado o tratamento a pessoa deixa de transmitir a doença. Por isso é de fundamental importância repassar todas as informações”, explicou Pedro.

Não Violência

Ainda na ocasião, a população foi informada dos serviços que são oferecidos pelo Município no combate à violência.   A Semus trabalha com as notificações compulsórias contra mulher, criança e idoso e realiza os encaminhamentos legais.

A cada abordagem realizada foram distribuídos balões brancos simbolizando a paz. A responsável técnica pelo planejamento estratégico e projetos especiais, Marta Malheiros ressalta a importância de divulgar o Dia Mundial da Não Violência.

“Devemos despertar nas pessoas que as ações do cotidiano sejam ações de paz e não de violência. Para que os dados de agressões físicas e psicológicas possam diminuir e não crescer a cada ano”, comenta Marta.

Para encerrar e em manifestação a não violência foram soltos diversos balões brancos como gesto simbólico pedindo paz. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Hanseníase, Pedro Paulo