Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-governador Carlos Gaguim (PMDB) e coordenador da bancada federal do Tocantins afirmou ao Conexão Tocantins que está do lado da Polícia Militar e da Civil neste impasse dos benefícios que fora concedidos pela gestão passada porém considerados ilegais pela atual gestão.

Ele respondeu a deputada Luana Ribeiro (PR) que disse que ele fez a mesma coisa ao conceder promoções para militares no ano de 2010 quando estava à frente do governo. “No meu governo todos os atos foram na lei e as promoções para a PM foram de 20 anos, de tempo de serviço e não teve um questionamento”, rebateu.

Ele disse que o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) que o sucedeu não cancelou os benefícios justamente porque foram dados dentro da legislação. “O Siqueira até que tentou cancelar mas não revogou nenhuma porque foi dentro da lei, do limite prudencial. Eu  não deixei pro outro governo pagar como o Sandoval fez. Ele fez num período eleitoreiro e eu fiz antes de abril”, frisou.

Gaguim disse que representa os policiais civis e militares e que vai pedir uma audiência com o governador Marcelo Miranda para tratar do assunto. “Estou do lado da polícia militar, sou da base do governo estou em Brasília para trazer emendas para o Estado, nossa polícia civil e militar é  a melhor do Brasil”, frisou.

O ex-governador disse ainda que vai pedir ao governo que crie um mecanismo para tentar resolver o impasse no intuito de evitar um embate com a polícia. “Muita gente já fez compromisso com isso e os funcionários não podem pagar pelo erro dos governantes”, disse.

O deputado afirmou também que vai ajudar o governo a trazer recursos para que o Estado se recupera da crise financeira e consiga pagar o benefício legal dos servidores.

Por: Redaçao

Tags: Carlos Gaguim, Luana Ribeiro