Saúde

Foto: Divulgação

O Programa de Residência Médica do Tocantins forma nesta sexta-feira, 20, a terceira turma, composta por 25 especialistas. O programa, realizado em parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Universidade Federal do Tocantins (UFT) e Secretaria Municipal de Saúde de Palmas (Semus), forma seis especialistas em Pediatria, seis em Clínica Médica, seis em Cirurgia Geral, três em Ginecologia e Obstetrícia, um em Medicina de Família e Comunidade, um em Cirurgia Vascular e dois em Anestesiologia. 

Para o secretário de Estado da Saúde, Samuel Bonilha, que participa da solenidade logo mais às 19 horas, no Centro Universitário Integrado de Ciência, Cultura e Arte (Cuica), na UFT, o momento é de grande alegria e espera-se que esses profissionais permaneçam no Tocantins. “Nós ainda temos uma taxa de fixação baixa desses profissionais, nas duas primeiras turmas em 2014, ficaram 48% em Serviço Estadual e 10% em Serviço Municipal. Por isso, esperamos que essa terceira turma tenha mais profissionais que permaneçam no Estado para colabora com a Saúde”, destacou. Após três meses será calculada a taxa de fixação da terceira turma. 

O Programa de Residência Médica no Tocantins teve início em 2010 e é papel da Sesau ofertar os locais de estágio, sediar a Comissão Estadual de Residência Médica (Cerem-TO) e articular com as instituições de ensino e municipais a criação de novos programas,  segundo as demandas locais. 

A residência Médica pode variar de um a três anos de duração, sendo denominados os residentes do primeiro ano de R1, os do segundo de R2 e os do terceiro de R3. 

No Dona Regina 

Do Hospital e Maternidade Dona Regina três médicos especialistas em Ginecologia e Obstetrícia serão formados nesta sexta. 

O diretor executivo do hospital, Giovani Merenda, ressaltou a importância do momento e afirmou que a unidade fica satisfeita em ter contribuído para a formação dos novos médicos .“Essa é uma carreira bastante complexa e nós estamos contentes pelo fato deles terem passado nessa unidade e por termos participado da formação. O Dona Regina participa de um grande projeto do Ministério da Saúde, que é o Rede Cegonha, e esses novos especialistas tiveram a oportunidade de participar e atuar com mulheres gestantes que necessitam de maior complexidade no cuidado”,  lembrou o diretor. 

Tais Teixeira Borba, uma das formandas, destacou a qualidade do programa na unidade. “Estou saindo preparada para exercer a especialidade, me sinto segura para trabalhar como ginecologista/obstetra. O período foi muito proveitoso e tanto o hospital como a equipe ofereceram um excelente ensinamento”, disse, contente. 

Residência Médica 

A Residência Médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. Funciona em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional. É um curso de Pós-graduação lato sensu, regulamentado pelo Decreto nº 80.281, de 05/09/77 e pela Lei nº 6932 de 07/07/81, e demais Resoluções emanadas da CNRM/MEC. (Ascom/Sesau)