Estado

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros no Tocantins, José Aparecido do Nascimento, afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 25, que a categoria no Tocantins apoia a greve dos caminhoneiros pelo Brasil. Raimundo informou que o Sindicato recomenda aos profissionais do Estado a não viajarem.

“Nós não estamos incentivando, mas estamos recomendando a não viajarem. Está acontecendo em quase todo o País”, disse.

Em pelo menos 12 estados brasileiros, a categoria decidiu paralisar o transporte de cargas. Em alguns estados o reflexo da paralisação já é notado pela falta de combustível e desabastecimento dos supermercados. Bloqueios em rodovias dos Estados como Pará, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Goiás, entre outros, são em protesto contra o aumento no valor de combustível. “Vamos ter uma reunião em Brasília e aí vamos tomar uma decisão”, afirmou Aparecido quando questionado sobre a adesão dos caminhoneiros tocantinenses a greve.

Segundo José Aparecido, o Sindicato tem o registro aproximado de cinco mil caminhoneiros. De acordo com ele, a categoria trabalha no vermelho há muito tempo. “O sofrimento não é só nosso, é da nação nesse aumento de combustíveis. Mas o mais prejudicado somos nós e o consumidor final vai sofrer as consequências”, posicionou.