Polí­tica

Foto: Divulgação

A oposição se articula para tentar derrubar em plenário o parecer do deputado Valdemar Junior, relator do decreto legislativo que optou pelo arquivamento da matéria. Na Comissão de Constituição e Justiça o relatório foi aprovado com voto contrário do deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB). O presidente da Casa Osíres Damaso (Democratas) já incluiu o decreto na pauta da sessão vespertina desta quarta-feira, 4.

O deputado Eduardo Siqueira disse que o governo precisa entender que a lei nasce no poder legislativo e não pode ser anulada por Decreto. “Buscamos via entendimento, via diálogo uma saída para a situação”, disse defendendo o Decreto. Segundo o deputado o decreto resgata a dignidade do poder legislativo.  

Em longo pronunciamento para defender a autonomia da Assembleia com relação ao Decreto o parlamentar chegou a lembrar que o ex-governador Siqueira Campos não suspendeu as promoções de militares concedidas na gestão do ex-governador Carlos Gaguim.

O deputado Wanderlei Barbosa teve rejeitada a emenda que visa incluir no decreto as promoções dos militares concedidas na gestão passada e afirmou que a situação precisa ser revista pelo governo tendo em vista que todos os governadores fizeram promoções pelo critério de excepcionalidade. Um grupo de familiares de militares acompanhavam a sessão.

O deputado Nilton Franco (PMDB) votou a favor do relatório e disse que levar a discussão em plenário não mudará nada. “Não podemos agir por impulso igual foi  o governo anterior que pensou só e eleições, temos que agir com racionalidade e pensar na Lei de responsabilidade Fiscal e também no financeiro”, disse o parlamentar que chegou a ser vaiado por algumas pessoas que acompanhavam os trabalhos da comissão.