Estado

Foto: Humberto Camelo

Nos primeiros 60 dias de gestão, o Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), já liquidou mais da metade das dívidas atrasadas do órgão com fornecedores, herdadas pela última gestão, que ultrapassava os R$ 3 milhões. 

Foram priorizados, entre outros, o pagamento de aluguéis atrasados dos meses de junho, julho e agosto, totalizando R$ 124.891,07; combustíveis do mês de setembro R$ 94.258,55; manutenção de veículos do mês de julho no valor de R$ 84.146,10. O Ressarcimento de Despesas de Atividades de Defesa Agropecuária (Redad) dos servidores também foi priorizado com o pagamento dos meses de novembro e dezembro, no valor de R$ 1.562.750,77. “Conseguimos ainda quitar vale-transporte, É pra Já, correios, água e serviço de telefonia móvel e fixa”, disse o gerente de administração e finanças da Adapec, Pedro Sales.

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o foco, desde o início, foi buscar o equilíbrio financeiro para não atrapalhar as atividades executadas pela Agência, já que ao assumir a pasta diversos serviços estavam paralisados. “O restante das dívidas está sendo negociado para continuarmos avançando e cumprindo os compromissos de fortalecer o Sistema de Defesa Agropecuária, melhorar as condições de trabalho dos servidores e prestar um serviço de qualidade aos produtores rurais”, ressaltou.

Entenda

Ao assumir a nova gestão, o presidente constatou na Adapec uma dívida de mais de R$ 3 milhões com fornecedores e direitos trabalhistas. Desde então, foi feito uma força-tarefa para priorizar os pagamentos mais urgentes e dar andamento aos serviços prestados à população. (Ascom Adapec)

Por: Redação

Tags: Adapec, Humberto Camêlo