Geral

Foto: Divulgação

Uma operação conjunta do Ministério Público Estadual (MPE) e Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), realizada na madrugada desta quarta-feira, 18, resultou na interdição de um abatedouro clandestino de gado localizado no município de Santa Fé do Araguaia, na região Norte do Estado.

O abatedouro funcionava em uma fazenda, a céu aberto, sem qualquer infraestrutura que possibilitasse as condições mínimas de higiene nem o chamado “abate humanitário”, que visa minimizar o sofrimento dos animais que serão abatidos. Por ser clandestino, o abatedouro também não possui nenhum dos documentos exigidos para esse tipo de estabelecimento, como licenças e alvarás.

As equipes chegaram ao local após uma denúncia. Segundo as informações iniciais, levantadas no local, o matadouro atendia diversas fazendas, chegando a abater 50 animais ao mês. No momento da inspeção, duas carcaças de bovinos, recém-abatidos, foram apreendidas com vistas à imediata inutilização.

Em razão das irregularidades, a Adapec lavrou auto de infração e irá elaborar relatório técnico, que será remetido ao MPE para as providências legais. “O relatório ensejará, além das medidas administrativas já adotadas, providências cíveis e criminais”, informou a Promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional (Caop) do Consumidor, Araína D'Alessandro. Foi o Caop do Consumidor que representou o MPE na operação.