Polí­tica

Foto: Divulgação

A Saneatins, que em outubro de 2014, após ser privatizada, adotou nova marca e o nome de Odrebrecht Ambiental/Saneatins, volta a ser foco de investigação por meio de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), na Assembléia Legislativa do Estado. O deputado Olyntho Neto (PSDB), indicado pelo bloco Novo Tocantins, é vice presidente da CPI da Odebrecht Ambiental, que retoma a apuração de denúncias de irregularidades na empresa. O deputado Eduardo do Dertins foi eleito presidente e Vilmar de Oliveira, relator. Os deputados Valdemar Júnior (PSD) e Rocha Miranda (PMDB) também são membros da Comissão, instalada na manhã desta quinta-feira, 26, na Assembléia Legislativa. Olyntho garante que a CPI trará resultados. “Faremos uma investigação conclusiva e minuciosa e traremos resultados para apresentar à população tocantinense”, afirmou.

Olyntho garante que a CPI da Odebrech Ambiental/Saneatins terá resultados efetivos “Precisamos apurar indícios de irregularidades na prestação dos serviços da Saneatins, além de esclarecimentos sobre a atuação da empresa nos diversos municípios tocantinenses. Teremos firmeza para investigarmos tudo e efetivamente garantir os interesses do povo tocantinense”, explicou.

O deputado indica como um exemplo de irregularidade, a construção de uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), no Setor Nova Araguaína, em área de loteamento urbano. “A obra está sendo feita em local inadequado, afrontando tanto o Código de Postura do Município, quanto a lei ambiental e nós não podemos ser coniventes com isto.

Segundo o deputado, estão na mira da CPI vícios existentes no ato de privatização da Saneatins, diferença nos valores cobrados pela empresa nos serviços prestados em diversos municípios e a falta de investimentos previstos na ordem de R$ 48 milhões.  As reuniões da CPI da Odebrecht Ambiental acontecerão às quintas-feiras, às 15h, no plenarinho da Assembléia Legislativa.

Odebrecht

Na instalação da CPI o deputado Olyntho falou da preocupação com o envolvimento da Odebrecht em denúncias que resultaram na Operação Lava Jato. A empreiteira está na lista de investigação da Lava Jato, sendo responsável por seis das oito maiores obras da Petrobrás, investigadas.

Por: Redação

Tags: Atividade Parlamentar, Olyntho Neto, psdb