Polí­cia

Foto: Divulgação

Valdenir Alves da Silva, pai do adolescente assassinado em Figueirópolis, Edson Moreira Alves da Silva, 17 anos de idade, no dia 24 de março, continua internado no Hospital Regional de Gurupi com previsão de receber alta ainda na tarde desta segunda-feira, 06. As informações foram repassadas ao Conexão Tocantins pela Secretaria Estadual de Saúde.

De acordo com a Sesau, Valdenir, vítima de acidente, sofreu traumatismo craniano e chegou a ficar internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em coma induzido. 

O adolescente, Edson Moreira foi assassinado com tiro de arma de fogo por um outro menor devido a discussões por causa de uma moto. O pai da vítima, Valdenir Alves, que estava a trabalho em uma fazenda, ao ter conhecimento da situação dirigiu-se em uma camionete para a Figueirópolis, mas, no caminho, sofreu um acidente de trânsito e ficou gravemente ferido sendo encaminhado para o HRG. Outras duas pessoas que acompanhavam Valdenir morreram no acidente.

Vítima de atropelamento 

Segundo informou a Secretaria estadual da Saúde (Sesau) ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, Fabrício Ferreira de Castro, 23 anos, que deu entrada no último dia 26 no Hospital Geral de Palmas (HGP), vítima de atropelamento, tem melhoras clínicas e o estado de saúde é estável.

Fabrício foi atropelado quando trafegava a pé em canteiro central nas proximidades da Estação Krahô, e ao atravessar a avenida foi atingido por uma motocicleta Honda CG 125. Ele ficou gravemente ferido e já no hospital, o pai de Fabrício informou que o filho tem deficiência visual. O grau de deficiência não foi informado.