Polí­cia

Foto: Divulgação

De volta ao trabalho com o fim da greve, os policiais civis terão vários homicídios para desvendar. Somente no feriado foram oito em todo o Estado, maioria na região Sul de Palmas. Os crimes na capital, conforme a própria Polícia Militar admitiu, tiveram como motivação o tráfico de drogas.

No ano de 2013 foram 643 ocorrências envolvendo consumo e tráfico de drogas no Tocantins além de 287 homicídios dolosos. Em 2014 esse número saltou para 666 ocorrências e os homicídios também saltaram para 311 ano passado.

Os crimes dolosos motivados pelo tráfico de drogas no Tocantins diminuíram nos últimos dois anos passando de 20 ocorrências em 2013 para 17 em 2014.

Os dados referentes à capital Palmas com relação às ocorrências envolvendo tráfico aumentaram nos últimos dois anos passando de 132 em 2013 para 156 em 2014. Com relação aos homicídios dolosos em geral na capital os dados mostram 66 casos em 2013 e 64  no ano passado registrados pela Segurança Pública do Estado. Os homicídios dolosos com motivação de tráfico caíram de oito para dois em 2014.

O Conexão Tocantins levantou ainda os dados referente a homicídios dolosos envolvendo menores de idade. Em tempos de discussão sobre uma possível redução da maioridade penal os dados dos dois últimos anos no Estado mostram que aumentaram os homicídios que teriam sido cometidos por menores. Em 2013 foram registrados 23 casos no Estado, maioria entre adolescentes de 12 a 17 anos. Já no ano passado foram registrados 44 casos na mesma faixa etária.

Com relação às ocorrências de lesões corporais dolosas praticadas por menores, segundo os dados repassados pela SSP, os casos também aumentaram de 282 em 2013 para 475 ano passado.

Com relação à posse e uso de entorpecentes as ocorrências dos dois últimos anos mostram que foram registrados 168 casos em 2013 e este número saltou para 359 em 2014. Sobre o envolvimento de menores no tráfico os dados mostram que foram registradas 159 ocorrências em 2013 e 455 no ano de 2014.

Homicídios final de semana

A primeira vítima foi Alexandro Tolentino dos Santos, 29 anos, morto na tarde da última sexta-feira esfaqueado em um bar. Os autores estão foragidos. Na noite de sábado a polícia registrou a morte de Joaquim Filho Seixas da Conceição, 36 anos, que estava bebendo em um bar no Aureny II, e foi executado com quatro tiros. Na mesma noite, Thiago Justino Pinheiro, 29 anos, foi alvejado com um tiro na cabeça em casa e morreu ao chegar ao Hospital Geral Público de Palmas (HGPP). 

Emerson Cortez Alves, 19 anos, morreu atingido por três tiros no peito e um na perna esquerda, na madrugada de domingo na Aureny III. Outra vítima foi Ronilson de Oliveira Domingues que foi atingido por um tiro na nuca, na Praça do Bosque. Ele foi socorrido pelo Samu, mas morreu ao dar entrada no HGPP.

Em Paraíso do Tocantins, a 60 km de Palmas, Wislley Barbosa Rodrigues, 14 anos, morreu, na madrugada de sábado, após ser esfaqueado em uma rua entre os setores Nova Fronteira e Jardim América. Em Formoso do Araguaia na região Sul do Estado, um homem morreu a levar um golpe de faca no tórax quando cochilava numa cadeira, na porta de sua casa, no sábado. Em Santa Rita Marisvaldo Alves Queiroz Silva, 34 anos, foi encontrado com um corte profundo no pescoço na madrugada de ontem.