Campo

Foto: Divulgação

O Tocantins produz atualmente 280 milhões de litros de leite por ano. Para fortalecer o setor, o Governo do Estado e parceiros desenvolvem diversas ações que apoiam e estimulam a ampliação da cadeia produtiva do leite. Já dentro destas ações, técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) participam nos dias 9 e 10 de abril da Oficina de Bovinocultura de Leite, marcada para acontecer no Campus da Universidade Federal do Tocantins ( UFT ) em Araguaína, na região norte do Estado.

Dentro da programação estão previstas palestras sobre “Inovações da bovinocultura de leite na agricultura familiar e Casos de Sucessos na Agricultura Familiar”. 

A extensionista do Ruraltins, Nilda Távora, palestrante no encontro, apresentará os casos de sucessos de agricultores assistidos pelo órgão que adotaram o sistema de produção de leite intensivo. “Na oficina vamos expor os resultados da Unidade Demonstrativa, utilizando a produção intensiva, montada no município de Nova Olinda, na propriedade da agricultora Eleusa Meneses da Silva. Quando ela começou na atividade, em 2008, produzia 60 litros de leite por dia. Mas, a realidade agora é bem diferente. Atualmente a produção chega a 450 litros. Isso só foi possível depois de uma mudança no sistema de produção que envolve técnica de gestão, dieta econômica e manejos adequados, além do acompanhamento técnico do Ruraltins”, pontuou a extensionista, ressaltando que esse trabalho é fruto de uma parceria com a Embrapa Sudeste e Sebrae.

Durante o encontro haverá ainda trabalho em grupo, construção de um acordo de convivência e a consolidação de uma agenda de compromissos.

Por: Redação

Tags: Bovinocultura, Nilda Távora, Ruraltins, campo