Estado

Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa do Tocantins e o Tribunal de Contas do Estado lideram dentre os órgãos e poderes do Estado o número de servidores comissionados respectivamente. No legislativo são 1.470 comissionados do total de 1.751 servidores, o que representa mais de 80% dos servidores. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Osíres Damaso (DEM) já afirmou ao Conexão Tocantins que não há previsão para fazer um novo certame.

No Tribunal de Contas do Estado dos 476 servidores do órgão, 341 são concursados e 135, mais de 20%, são comissionados.  O órgão está no limite prudencial com relação aos gastos de pessoal conforme admitiu o próprio presidente Manoel Pires. “Temos que fazer o dever de casa”, afirmou durante audiência pública na Assembleia Legislativa no mês passado que tratou dos

Conforme os dados o Tribunal de Justiça, que já admitiu ao Conexão Tocantins, que pretende fazer concurso este ano caso haja disponibilidade financeira, tem 465 servidores com cargos em comissão. O total de servidores no órgão mais cobiçado dentre os concurseiros é de 1686 dos quais 1.221 são efetivos. O TJ tem ainda 23 contratos temporários.

O Ministério Público Estadual é um dos que tem menos servidores comissionados: dos 602 no total apenas 37, o que representa apenas 6%. Os efetivos no órgão são 565. O MPE está ainda com dois concursos em vigência, um para o Quadro Geral e outro para promotores e procuradores que são 117 no total.

O Governo do Estado é o que tem menor índice de comissionados dentre todos os poderes, pouco mais de 3%. Do total de 39.233 servidores apenas 1.383 são comissionados. Os efetivos são 37.850 mil servidores. O Executivo tem ainda os contratos temporários para serviços gerais e das áreas da Educação e Saúde que somam 9.063 conforme os dados.