Educação

Foto: Dirceu Leno

Professores, gestores, coordenadores, representantes de escolas públicas e privadas, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, autoridades civis e eclesiásticas de Tocantinópolis participaram na última sexta-feira (24), no Auditório vigilante Adão Ribeiro da Silva, no Campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT), de uma audiência pública para discutir o Plano Municipal de Educação (PME) e adequá-lo ao Plano Nacional de Educação (PNE). 

Durante o encontro, a secretária de Educação Marly Fonseca apresentou o histórico da construção do Plano e em seguida os participantes foram divididos em quatro grupos para análise e complementação do documento-base, onde fora discutido as metas e estratégias educacionais do PME para os próximos 10 anos. O documento-base foi elaborado por uma comissão técnica educacional de vários setores da rede pública educacional do município. 

O PME foi submetido ao amplo debate sendo incorporada dentro das metas e estratégias várias opiniões de diferentes visões, para que este seja elaborado de forma conjunta, de qualidade técnica e participação social exigindo compromisso e envolvimento de todos com base em decisões coerentes e de acordo com as necessidades e capacidades educacionais do município dentro dos seguintes eixos: Educação Básica I e II; Diversidade; Educação Profissional, Superior e Tecnológica; Formação, Valorização e Carreira; Gestão Democrática e Qualidade da Educação; Financiamento da Educação. 

A formulação do PME é de suma importância para o município. O Plano deve conter qualidade técnica e participação social, do qual exige compromisso e envolvimento de todos. Dessa forma, a comunidade escolar precisa está inteirada dos debates, os quais estão abertos visando projetar o futuro com base em decisões coerentes e pactuadas das necessidades e capacidades educacionais do município. “Precisamos e queremos um Plano com muita transparência e participação popular, para que ele se torne legítimo e que atenda as reais necessidades do município”, explicou Marly Fonseca. 

A Secretaria Municipal de Educação convida a todos a participarem dos próximos encontros que discutirão a aprovação do PME na Câmara Municipal. As próximas datas dos debates, sempre estarão publicadas no site da Prefeitura. São metas e estratégias que precisam ser contempladas, pois precisam estar em consonância com os Planos Estadual e Nacional, pois só assim, o município conseguirá firmar parcerias e convênios com os entes federativos, a fim de conseguir ainda mais melhorias e investimentos para Tocantinópolis.

“As próximas etapas serão a discussão e validação do documento-base, entrega do documento à secretária de Educação, elaboração de um projeto de lei para ser discutido e aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionado pelo prefeito Fabion Gomes”, disse Marly Fonseca.

A Secretária de Educação, Marly Fonseca, aproveitou a oportunidade para agradecer a todos pela dedicação na execução e discussão do PME em Tocantinópolis e aproveitou para informar que gostaria da participação de todos na adequação e elaboração do novo PME. “Quero agradecer a toda equipe da Secretaria de Educação e à equipe técnica pelo empenho, sabemos que a tarefa é árdua, mas o resultado é gratificante. Vamos aproveitar o máximo possível essas discussões, para que possamos melhorar ainda mais a educação do nosso município”, disse. 

O PME, segundo a secretária, é um importante instrumento para o planejamento da educação do município. “É esse documento que vai nortear todo o trabalho no setor educacional no município pelos próximos dez anos, por isso é fundamental que seja construído com bastante cuidado e participação de toda a comunidade”, esclareceu. 

Participaram do encontro, a secretária de Educação, Marly Fonseca; o vereador, Zullias Amoury que na ocasião esteve representando o prefeito Fabion Gomes; o diretor regional de Ensino, Dorismar Carvalho; o professor e representante da UFT, Joedson Brito; a assessora da ASMET, Eliane Marinho; o pedagogo da Defensoria Pública, Valdoci Feitosa; o instrutor do Proerd, Cabo Sebastião Melo; as servidoras da Diretoria Regional de Ensino, Lucilene Reis e Consola Brito; o gerente do SENAI, Edvaldo Júnior; os secretários de Habitação e Meio Ambiente, Antônio Queiroz e Eudes Ribeiro e o presidente do SINTET, Cleber Borges, dentre outros.