Estado

Foto: Divulgação

Só no primeiro quadrimestre deste ano, nas sete maiores cidades onde existe operação da Odebrecht Ambiental | Saneatins, foram identificadas 2.167 fraudes em ligações de água tratada. O trabalho de busca destas irregularidades é feito pela Equipe Caça Fraude, montada pela concessionária, que monitora constantemente as unidades consumidoras buscando diminuir o furto e a perda de água tratada, problemas que impactam toda a comunidade.

Em um comparativo com o mesmo período de 2014, houve um crescimento global de 132% nos casos de fraude. O aumento é reflexo do aumento da atividade da Equipe Caça Fraude que tem buscado coibir e denunciar os casos mediante sua verificação.  Vale lembrar que furto de água é crime ao qual cabem as sanções devidas.

O problema mais frequente é a violação do lacre de suspensão, com 1.530 ocorrências.  A violação do lacre de segurança e as fraudes em hidrômetro aparecem na sequência com 196 e 150 ocorrências, respectivamente. Outras irregularidades encontradas são: o fornecimento de água a terceiros; a utilização de by pass (desvio da tubulação que vai ao hidrômetro), a inversão do hidrômetro e a irregularidade no padrão caixa de proteção (PCP).

A equipe Caça-Fraude utiliza aparelhos como o geofone, que capta as vibrações abaixo da terra, para perceber vazamentos e desvios na tubulação, e notifica o usuário em caso de evidências de uma irregularidade. Quando há a necessidade de retirada do hidrômetro para verificação em laboratório, a operação é feita na presença do usuário que acompanha a remoção.

Segundo Uilma Holanda, gerente comercial da Odebrecht Ambiental | Saneatins, o usuário que furta água a partir das fraudes prejudica a comunidade e o meio ambiente. “Quem furta a água usa sem controle, já que não paga por esse recurso. Quem acaba pagando por isso somos todos nós”, explica.

Fraudes em números

1º trimestre de 2014

Fornecimento de água a terceiro: 11

Violação de lacre de segurança: 109

Violação de lacre de suspensão: 1.275

Fraude em hidrômetro: 122

Suspensão de by pass: 13

Ligação clandestina: 25

Hidrômetro invertido: 67

Irregularidade no PCP: 16

Total Geral: 1.638

1º trimestre de 2015

Fornecimento de água a terceiro: 30

Violação de lacre de segurança: 180

Violação de lacre de suspensão: 1.530

Fraude em hidrômetro: 150

Suspensão de by pass: 23

Ligação clandestina: 99

Hidrômetro invertido: 96

Irregularidade no PCP: 43

Total Geral: 2.167

Por: Redação

Tags: Odebrecht, Saneatins, Uilma Holanda