Palmas

Foto: Valério Zelaya

Com o intuito de aprimorar a operacionalização do estacionamento rotativo na Capital, após reuniões com os vereadores da base realizada nesta última terça-feira, 28, os gestores municipais anunciaram alterações no sistema implantado em fevereiro deste ano.

As reuniões contaram com a presença de vereadores que apoiam a gestão executiva municipal, além do secretário de Governo e Relações Institucionais, Adir Gentil e secretária de Desenvolvimento Econômico e Emprego, Cleide Brandão. “É importante que haja esse diálogo e que juntos encontremos soluções que beneficiem à população palmense”, enfatizou o prefeito Carlos Amastha.

De acordo com o secretário de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (Smamtt), Christian Zini, desde sua implantação, o maior questionamento da população é referente à operacionalização do sistema. “O estacionamento rotativo é democrático e discutir melhorias é sempre válido”, afirmou Zini enfatizando que a gestão está sempre aberta a negociações que beneficiem à população.

De acordo com a secretária Cleide Brandão, o empresariado, apesar de favorável, vinha questionando o sistema. “Com as alterações propostas, esperamos que todos saiam ganhando, o poder público, o empresariado e, claro, a população”, disse.

“Estamos aqui para discutir o melhor para o povo sem prejudicar o empresariado, pois somos sensíveis à causa”, destacou o vereador José do Lago Folha Filho.

Alterações

Dentre as principais alterações que serão feitas destacam-se a isenção de cobrança de tarifa aos sábados por 120 dias. Ainda no mesmo prazo, a empresa deve acrescentar totens (parquímetros) que permitirão o pagamento com cédulas, moedas ou cartões de débito e crédito.

Para complementar o sistema digital, serão disponibilizados para vendas em pontos credenciados até 01/06/2015 bilhetes ou cartões em papel correspondente à regularização das vagas. O sistema substituirá o pagamento em espécie aos agentes de estacionamento.

Ainda está previsto um bônus de duas horas para todos os usuários e novos cadastrados via Smartphone e a isenção de cobrança nas vagas de carga e descarga pelo período de duas horas.

O superintendente de Transporte, Marcelo Alves, adianta que o condutor que ultrapassar o limite de tempo isento deve regularizar a situação via aplicativo ou junto aos agentes. “Quanto aos valores, permanecem os mesmos, ressalvando que agora o tempo mínimo de cobrança será de 15 minutos. Ficando estabelecido o valor de R$ 0,50 para carros e R$ 0,38 para motos”, concluiu Alves.