Polí­tica

Foto: Divulgação Com novo comando SD tenta evitar perdas Com novo comando SD tenta evitar perdas

O ex-governador Sandoval Cardoso (SD) perderá o comando do Solidariedade no Estado conforme ficou definido durante reunião que aconteceu nesta última quinta-feira, 7, entre integrantes da legenda.

Um grupo do partido reuniu-se com o vice-presidente nacional da legenda, o ex-deputado federal Eduardo Gomes. “Ficou definido que ficaria com um dos quatro deputados”, confirmou o deputado estadual da legenda, Amélio Cayres em entrevista ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 8. Os quatro deputados estaduais do partido são: Cayres, Jorge Frederico, Vilmar do Detran e Wanderlei Barbosa.

O ex-governador Sandoval não teria intenção de continuar no comando do partido e está afastado da políticas desde que perdeu as eleições do ano passado, segundo informam aliados.

O deputado afirmou ainda que o presidente nacional Paulinho da Força vai definir qual nome assumirá a legenda no Tocantins. “O Eduardo Gomes se propôs a estar conosco em qualquer situação obviamente na intenção de dar continuidade ao partido tendo em vista as eleições do ano que vem”, disse.

O partido tem a maior bancada na Assembleia Legislativa do Tocantins, porém, segundo o Conexão Tocantins apurou, passa por um momento difícil entre os filiados principalmente do interior. Desde as eleições do ano passado a legenda não faz contato com os filiados dos municípios e muitos tem deixado a legenda.

O senador Vicentinho Alves foi um dos que deixou a sigla e voltou para os quadros do PR. O ex-deputado estadual Stalin Bucar, cotado para disputar a Prefeitura de Miranorte no próximo ano, também cogita deixar a legenda. Outro ex-parlamentar que quer sair da legenda é Iderval Silva que se prepara segundo aliados para disputar a Prefeitura de Augustinópolis.