Campo

Foto: Delfino Miranda

Entre as modalidades do esporte rural, a prova dos Três Tambores movimentou o final de semana na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins – Agrotins Brasil 2015, atraindo grande número de pessoas. Nem a chuva que caiu foi capaz de contrariar os ânimos dos competidores e principalmente do público, que lotou as arquibancadas. A prova é atração dentro da programação da feira e tem o objetivo de dar visibilidade, valorizando o esporte rural, e marca ainda o encerramento do evento.

A competição traz charme e elegância para dentro da arena, já que é a única com participação tanto masculina quanto feminina, trata-se de uma corrida contra o tempo, sendo o vencedor o competidor que contornar os três tambores, em um percurso triangular preestabelecido, no menor tempo possível.

Montado no lombo de um cavalo ou égua, o competidor percorre o trajeto usando uma sela, a velocidade e o entrosamento com o animal são fundamentais para a boa apresentação. A contagem do tempo, antes manualmente, é feita por uma fotocélula, assim que o pescoço no animal cruza a linha imaginária (ponto de partida), o cronômetro é acionado e finalizado com a chegada.

Caso o atleta derrube um dos tambores, são acrescentados cinco segundos no tempo final. Os competidores se apresentam mais de uma vez, sendo o vencedor aquele que obter o menor tempo na somatória.

Participação

Além de competir fora de Palmas, João Pedro Ciriato, estava entre os 27 competidores inscritos para a disputa do último sábado, 9. Com apenas 7 anos de idade, já leva vida de gente grande e é destaque entre o grupo. Quando se refere aos estudos, o garoto precoce ainda não sabe ainda o que vai fazer quando crescer. “Gosto muito de montar e não tenho medo dos animais eu não vou abrir mão deste esporte” disse João Pedro.

Para o secretario da Agricultura, Clemente Barros, é crescente o número de pessoas e expositores na Agrotins, que já se consolidou como uma das maiores feiras do segmento do país e a maior da região Norte. “Fechamos a Agrotins com chave de ouro graças também ao esporte rural, vamos trabalhar para 2016 fazer uma Agrotins ainda melhor”, concluiu o secretario.

A prova contou com a presença ainda de expositores, servidores e da deputada Federal e primeira-dama do Estado, Dulce Miranda.   

Classificação

As provas foram divididas em 3D (disputas) e a classificação final ficou da seguinte forma:

1° D

Com 19,055 segundos, Robson Ricardo fez o melhor tempo, montando o cavalo Montane Versátil, em segundo lugar Jéssyca Morais com o tempo 19, 337 segundos montou o cavalo Thynker Boy, e Sofhia Vieira, com a égua savana fez o percurso em 19,552 segundos.

2°D

Camila Furtado montando o cavalo Killer Shine ficou em primeiro lugar com 20,181 segundos, seguida de Diego Brito que garantiu o segundo lugar com 20,373 segundos com o cavalo Colth Leo, Maria Clara Leal ficou em terceiro com 20,562 segundos.

3º D

Cruzando a linha de chegada e com o tempo de 21,209 segundos, Sophia Santos garantiu o primeiro lugar montando a égua Angélica, já Diego Brito ficou em segundo lugar com o tempo de 22,065 segundos com o cavalo Golden Six, e Filipe de Oliveira em terceiro com o tempo de 22,135 segundos.

Por: Redação

Tags: Agrotins 2015, campo