Polí­tica

Foto: Divulgação

Atendendo convite do presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado Osires Damaso (DEM), o coronel PM Luiz Cláudio Benício assumiu a Diretoria de Polícia Legislativa, cargo criado por meio de um projeto de resolução.

O cel. Benício adiantou que pretende contribuir com a segurança da Casa, cumprindo as determinações referentes a sua área de atuação que é de proteger o presidente da Casa em qualquer localidade do Estado e em todo território nacional.

Além desta missão, compete a Polícia Legislativa garantir a segurança da Mesa Diretora quando estiver em serviço em qualquer localidade do Estado e prestar segurança a deputados,diretores e servidores em atividades da Assembleia Legislativa, quando for a pedido do presidente.  De acordo com o projeto de resolução, é missão da Polícia Legislativa a proteção de senadores,deputados federais,deputados de outros estados e autoridades, quando estiverem sob responsabilidade da Assembleia Legislativa, bem como controlar a entrada e saída das pessoas nas dependências da Casa, inclusive a revista de seus pertences,quando julgar necessário.

As atribuições se estendem também para investigação e sindicâncias, compatíveis com as atividades de polícia, a expedição e controle de  credenciais de acordo com normas específicas, manutenção da segurança do plenário, durante as sessões,  proteção de testemunhas que estiverem nas dependências da Assembleia Legislativa com objetivo de prestar esclarecimentos em Comissões Permanentes, Temporárias e de Inquéritos, além de garantir a segurança dos eventos realizados pela Casa e o desenvolvimento de  atividades de policiamento e segurança das galerias.

Perfil do Diretor de Polícia Legislativa

Coronel PM da Reserva Remunerada Luiz Cláudio Gonçalves Benício, 50 anos, natural de Pedro Afonso-Tocantins, é casado e pai de 4 filhos. Fez o curso de soldado PMTO em 1989. Em 1992, fez o curso de Oficial PMGO, em 2003, o de aperfeiçoamento de Oficial PMGO e, em 2009 o Curso Superior PMRN.

Comandou o quartel de Guaraí, Dianópolis, Gurupi e três vezes o quartel de Paraíso do Tocantins. Foi secretário-chefe da Casa Militar de 2011 a 2012, e comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Tocantins, entre 2012 a 2014. É advogado inscrito na OAB- Seccional Tocantins.

Por: Redação

Tags: Coronel Benício, Osires Damaso