Estado

Foto: Pedro Barbosa

Em Teresina (PI), onde participa de uma reunião com governadores da região do Matopiba, o governador Marcelo Miranda destacou a importância de um projeto autossustentável para a nova fronteira agrícola do País. Segundo ele, as discussões acerca do tema são importantes, tendo em vista que o Matopiba (região composta pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) impactará setores essenciais, como o agronegócio, além da infraestrutura e turismo. “Em razão disso, precisamos nos preparar para um projeto autossustentável”, afirmou.

O encontro de governadores do Matopiba acontece no Salão Azul do Palácio de Karnak e reúne cerca de 30 autoridades dos três Estados, entre governadores, senadores, deputados estaduais, deputados federais e prefeitos. Na oportunidade, serão discutidas ações conjuntas para agir frente às dificuldades logísticas encontradas nesta região.

Avanços

Para o governador Marcelo Miranda, o Tocantins avançou nos últimos anos em agronegócio e logística. “Todo o Estado é banhado pela agricultura. Passamos por uma transformação muito rápida, apesar de ainda termos o setor da pecuária, que abrange cerca de 8 milhões de cabeça de gado. Porém, a agricultura está se tornando viável e rápida, principalmente com a criação da região do Matopiba, que é propícia para novos investimentos”, disse.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, a nova fronteira agrícola aumentará a produção de grãos e trará melhorias na área da infraestrutura.  “Nosso grande foco é o agronegócio. Avançamos em torno de 13% e ficamos acima da média nacional. Isso significa que o Tocantins hoje representa um grande foco de logística para o mundo”, destacou.

Pelo Tocantins, além do governador Marcelo Miranda, participam o deputado estadual Paulo Mourão e os secretários da Fazenda, Paulo Afonso Teixeira, do Planejamento e Orçamento, David Torres, da Infraestrutura, Sérgio Leão, do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, e da Comunicação, Rogério Silva.

Ceir

Durante a viagem ao Piauí, Marcelo Miranda também visitará o Centro Integrado de Reabilitação do estado (Ceir), para conhecer o modelo de parceria público-privada responsável por oferecer tratamento multidisciplinar fisioterápico para deficientes físicos, auditivos, intelectuais e doenças do Transtorno de Espectro Autista (TEA).

O Ceir é uma referência na reabilitação de pessoas com deficiência física ou motora no Piauí, que trabalha para reintegrar o paciente com deficiência na sociedade, no mercado de trabalho e na sua família. (Secom-TO)

Por: Redação

Tags: Clemente Barros, Marcelo Miranda, Matopiba