Polí­cia

Foto: Divulgação PRF em cobertura e apoio na realização de cavalgada PRF em cobertura e apoio na realização de cavalgada

A Polícia Rodoviária Federal iniciou nesta quarta-feira (03) a Operação Corpus Christi, que seguirá até a meia-noite de domingo (07). Durante o período que contempla o feriado religioso, policiais rodoviários federais estarão posicionados em pontos estratégicos das BRs, definidos a partir do levantamento dos dias, locais e horários de maior incidência de acidentes graves. O foco da fiscalização se mantém, como em operações anteriores, em ações preventivas para a redução dos índices letalidade nas rodovias federais.

O planejamento da Operação objetiva otimizar os recursos humanos e materiais para aumentar a efetividade na prevenção das condutas que contribuem para os acidentes mais graves. Comportamentos como o não uso do capacete, ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e embriaguez ao volante serão alvo das fiscalizações dos agentes da PRF.

Os reforços nas Unidades da PRF no estado do Tocantins serão locais. Apenas a Unidade de Guaraí receberá reforço externo no feriado em decorrência do período festivo na cidade (festa agropecuária).

Restrição para veículos de carga

Como é de praxe, para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, maior parte da malha viária nacional, o tráfego de caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha será restrito durante o feriado.

Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados e possuírem Autorização Especial de Trânsito (AET).

O motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF. A infração é média, gera multa de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do horário de restrição.

Recomendações importantes 

Planejamento da viagem – O motorista deve se informar sobre as distâncias que vai percorrer, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo.

Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de parabrisa e luzes do veículo;

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da "hipnose rodoviária", na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;

Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;

Atenção redobrada – Observar as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Elas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.

Descanso - Durma bem antes de qualquer viagem de automóvel. O sono e o cansaço são grandes inimigos de uma viagem segura.

Cinto de segurança - Use sempre o cinto de segurança, este equipamento é obrigatório para todos os ocupantes do veículo.