Palmas

Foto: Divulgação

Na noite de terça-feira, 02, aconteceu uma reunião entre moradores da quadra 110 Sul e representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Guarda Metropolitana e chefe de Gabinete do deputado Estadual Nilton Franco.

A reunião foi realizada no auditório do Colégio Marista, em Palmas, e contou com a presença de 24 moradores da quadra, que cobraram ações de policiamento preventivo, por meio de viaturas, ações de fiscalização e repressão em bares e veículos com som automotivo, retirada de entradas/saídas clandestinas da quadra, entre outros.

Durante o evento, ficou decidida a criação de uma Comissão responsável por recolher assinaturas dos moradores e encaminhar ofícios solicitando a retirada de entradas/saídas clandestinas da quadra, palestras no Colégio Marista para conscientização dos estudantes que portam Smartphone sem a devida preocupação com sua segurança.

Para a advogada e líder dos moradores da 110 Sul, Socorro Franco, a comunidade deve envolver- se e integrar-se com as forças de segurança. "Não dá mais para se pensar em Segurança Pública sem a união conjunta da população com as Forças de Segurança. Precisamos caminhar juntos, não só com a explanação dos problemas, mas também com a busca contínua por soluções", afirmou.

Estiveram presentes o tenente do 1º Batalhão da Polícia Militar, Gleidison Antônio; o gerente de Poluição Ambiental da Guarda Metropolitana de Palmas, inspetor Heleno Freitas; o senhor Antônio Ernâni Martins, chefe de Gabinete do Deputado Estadual Nilton Franco, presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa; a equipe de policiais civis e militares da Assessoria de Polícia Comunitária; e moradores da 110 Sul.

Por: Redação

Tags: 110 Sul, Socorro Franco