Esporte

Foto: Dirceu Leno

O empate em 0 a 0 contra o Interporto, no domingo (7), no estádio João Ribeiro (Ribeirão), deu ao Tocantinópolis o título do Campeonato Tocantinense, depois de ficar 12 anos sem saber o que é ser Campeão estadual. Surpreendente e com uma boa campanha, o time do interior será o representante do Tocantins no Brasileiro da Série D e na Copa do Brasil.

Depois de longos e esperados doze anos sem títulos, o TEC conseguiu quebrar o jejum e erguer o caneco neste domingo (7). Os mais 5 mil torcedores que compareceram em massa à grande decisão, após o apito final do árbitro Jânio Pires, invadiram o gramado para comemorar junto com os jogadores o 1º título conquistado em casa.

Mesmo o placar zerado nas duas partidas disputadas com o Interporto, o Tocantinópolis tinha a decisão a seu favor. Para ser campeão, bastaria apenas um empate, isso por ter feito a melhor campanha durante o Campeonato. Esta foi a sexta decisão que o TEC disputou em pleno estádio Ribeirão, nas outras cinco vezes a equipe havia ficado apenas como vice.

O time de jogadores que compuseram o elenco do Tocantinópolis para o Tocantinense deste ano, irá ficar na história do clube, isso porque a equipe foi a primeira a conquistar dentro de casa o primeiro título da trajetória do TEC, que contou com todo o apoio da torcida, da qual após longos anos de espera pôde gritar: É Campeão!

O fato de jogar a decisão nesta temporada é ainda mais impactante se olharmos o ano anterior. Em 2014, o clube alviverde disputou a final em casa também contra o Interporto, mas quem se saiu melhor foi o time visitante, que nos dois jogos da final venceu por 1 x 0. Com calma e um planejamento, a diretoria conseguiu reverter o quadro e, agora, colhe os frutos da paciência e precisão nas escolhas.

Durante a premiação, Chadwick do TEC recebeu medalha por ter sido o melhor goleiro. Em entrevista, disse que a equipe soube jogar bem e que o time é bastante unido. “Decisão sempre é difícil! Não podíamos errar. A equipe soube marcar e jogar bem em casa. A gente provou hoje (domingo), que aqui o nosso time é muito forte”, comentou.

Ricardo Feltre que foi eleito o melhor jogador, não escondeu o orgulho de fazer parte da história e comemorar em casa. “Desta vez não deixamos escapar, era para ser nosso. Nós merecemos por toda a campanha que fizemos e pela nossa garra para chegar até aqui”, comemorou o lateral.

Já o técnico Neto Costa que fora eleito o melhor treinador do Campeonato, disse estar muito feliz e satisfeito belo título conquistado e pelo trabalho feito frente ao time. “É muito bom ter o nosso trabalho reconhecido e poder fazer a alegria dessa torcida que esteve sempre do nosso lado. O sentimento é inexplicável não existem palavras para expressar”, disse o treinador.

Após as premiações, a torcida mancha verde percorreu em carreata pelas ruas da cidade até à Beira Rio, onde comemoram junto com alguns jogadores o Tricampeonato do TEC.