Estado

Foto: Divulgação

Mulheres negras de todo País se articulam para participar no dia 18 de novembro, da Marcha Nacional das Mulheres Negras, em Brasília. No Tocantins, o lançamento estadual acontece nesta próxima quarta-feira, 17, às 19 horas, no Sintet – Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins, em Palmas.

A programação inicia com mesa de abertura seguida por duas palestras: “Contra o racismo e o Machismo e pelo bem viver”, com a professora da UFT e membro da APN - Agentes Pastorais Negros,  Ana Lúcia Pereira, e “Mulheres negras e populares: Traçando caminhos, construindo Direitos”, com Rosana Fernandes, assessora de projetos e formação da Cese – Coordenadoria Ecumênica de Serviço.

Após a atividade de lançamento, o Comitê, responsável pela articulação estadual, inicia uma agenda de seminários, palestras e formações políticas sobre a mulher negra na sociedade brasileira e tocantinense, em Palmas e em alguns municípios do interior, em datas a serem divulgadas.

No Brasil, são 49 milhões de mulheres negras, que representam 25% da população brasileira. A Marcha das Mulheres Negras 2015 tem como objetivo denunciar as desigualdades e violências que assolam a vida das mulheres negras de todo País, tendo em vista, principalmente, o recrudescimento do racismo na sociedade.

Neste contexto, em novembro, as mulheres negras marcharão pelo fim do feminicídio de mulheres negras; pelo fim do racismo e sexismo produzidos nos veículos de comunicação promovendo a violência simbólica e física contra as mulheres negras; pelo fim das revistas vexatórias em presídios e as agressões sumárias às mulheres negras em casas de detenções; pela garantia de atendimento e acesso à saúde de qualidade às mulheres negras e pela penalização de discriminação racial e sexual nos atendimentos dos serviços públicos; pela participação efetiva na vida pública, entre outras reivindicações.

Comitê Impulsor Tocantins

O Comitê Impulsor da Marcha no Tocantins se articula desde julho de 2014 e reúne mulheres negras militantes do movimento negro, estudantil, sociais e quilombola. Para participar das atividades no Estado, as pessoas interessadas devem entrar em contato pelo e-mail marchanegrasto@gmail.com ou pelo facebook Mulheres Negras do Tocantins.