Campo

Foto: Delfino Miranda

A Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) participa da programação da 10º Feira da Soja que será realizada, de 19 a 21, no município de Campos Lindos/TO. O evento celebra a vocação da região para a produção do principal grão produzido no Estado. O município é um dos principais produtores de grãos da região nordeste do Tocantins, com cerca de 100 mil hectares, o que corresponde a 12% da área total de produção deste grão no Estado.

A feira também terá em sua programação a Festa da Soja, que já é tradição do município com atrações voltadas produtores e população em geral da região. A expectativa da organização é atrair um público de seis mil pessoas por dia. Uma realização da Prefeitura Municipal e Associação Planalto de Campos Lindos.

“Campos Lindos já tem tradição nesta área, foi o primeiro município tocantinense a se consolidar no cultivo da soja no Estado. Na safra 2014/2015 foram produzidas 310 mil toneladas do grão na região”, explica gerente de Políticas para a Agricultura da Seagro, José Américo Vasconcelos.

Seminários

Além de participar da organização da feira, e a participação do secretário Clemente Barros,  a Seagro também é responsável pela palestra de abertura do 1º Seminário da Cadeia Produtiva de Grãos de Campos Lindos que acontece, nesta sexta-feira, 19. Que irá abordar assuntos como: Diagnóstico da produção de grãos, novas tecnológicas para a região, logística e mercado, desenvolvimento regional, cooperativismo, regime de chuvas e práticas de produção.

“O tema da nossa palestra é o Diagnóstico da Cadeia Produtiva de Grãos no Tocantins. Este diagnóstico foi realizado em 2014 por meio de um levantamento realizado nas cinco principais regiões produtoras de soja do Estado,  ao todo foram visitadas 70 propriedades em 28 municípios”, esclarece o engenheiro agrônomo, Genebaldo Queiroz.

Na programação de sábado, 20, será realizado o 1º Seminário de Desenvolvimento da Agricultura Familiar de Campos Lindos, com discussões sobre políticas públicas, Cadastro Ambiental Rural (CAR), cooperativismo, linhas de créditos, boas práticas de pastagens e manejo de bovinos, entre outros.