Meio Ambiente

Foto: Divulgação

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar/TO) iniciou o processo seletivo para a contratação de instrutores, pessoa jurídica, para atuarem no Projeto ABC Cerrado, que pretende incentivar e difundir a adoção de práticas sustentáveis para a redução das emissões de gases de efeito estufa e sensibilizar o produtor para que ele invista na sua propriedade de forma a ter retorno econômico mantendo o meio ambiente preservado. No Tocantins estão sendo selecionados cinco instrutores que irão trabalhar em propriedades rurais de todo o Estado.

O Senar é a entidade responsável pela formação profissional dos produtores nas tecnologias e pela assistência técnica e gerencial de propriedades rurais, com recursos do Programa de Investimentos em Florestas (FIP, sigla em inglês) – via Banco Mundial, que doou US$ 10,6 milhões para a execução do projeto, que é ação conjunta do Senar, do Ministério da Agricultura e da Embrapa. O ABC Cerrado vai atender oito Estados do Bioma Cerrado (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais e o Distrito Federal), num período de três anos, com a promoção de quatro processos tecnológicos: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema de plantio direto e florestas plantadas.

O projeto consiste na realização de seminários de sensibilização e divulgação nos Estados participantes, capacitação de produtores e gerentes de propriedades e instrutores do Senar e, ainda, treinamento dos técnicos que atuarão na assessoria em campo para os produtores. Ao todo, 12 mil produtores rurais vão receber capacitação e, desse total, 1.600 propriedades - nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Mato Grosso do Sul - receberão, também, assistência técnica. Esses estabelecimentos terão o compromisso de executar uma das tecnologias aprendidas que serão transformadas em cases de estudo e vitrines tecnológicas.

Por: Redação

Tags: Projeto ABC Cerrado, Senar