Economia

Foto: Ademir dos Anjos

Presente na apresentação do Plano Safra no Tocantins, em Palmas, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Magno Martins Pires, defendeu junto aos representantes de instituições bancárias e empresários, a criação de linhas de crédito facilitadas e um plano de investimentos voltados para o setor industrial.

Parabenizando o trabalho do Banco do Brasil, Pires fez um apelo às instituições, em especial, financeiras. “A indústria precisa de um plano voltado aos seus empresários. Há pouco mais de dez anos, o setor representava 30% do PIB e hoje está abaixo de 10%. O desemprego está crescendo no segmento e um dos principais problemas enfrentados, que evidenciamos em nossas pesquisas, é o acesso ao crédito”, avaliou o presidente da Fieto.

Lançado na última quarta pelo Governo Federal, o Plano Safra de investimentos 2015/2016 na produção foi apresentado na manhã de hoje no Tocantins pelo superintendente do Banco do Brasil no estado, Edvaldo Souza. Ele anunciou recursos da ordem de R$ 1 bilhão para o estado, dos R$ 110 bilhões que serão financiados pelo banco em todo Brasil. O total anunciado pelo Governo Federal é de RS 187,7 bilhões.

“Com o nosso compromisso de colocar aqui no agronegócio R$ 1 bilhão de reais vamos possibilitar não apenas à indústria, comércio e setor de serviço também o progresso e o desenvolvimento”, disse Souza em entrevista destacando o agronegócio como a vocação natural do estado.

O evento contou com a presença de gestores e representantes de instituições bancárias e da Conab, Faciet, Sebrae, Fecomércio, Governo do Estado, Acipa, entre outras.

Por: Redação

Tags: Fieto, Roberto Magno Martins Pires